Unidade é gerenciada pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES); diretor-geral, Demetrius do Lago Pareja, apresentou as melhorias obtidas pelo hospital em evento do Acqua

Encontro de Gestores do Instituto Acqua – Assessoria

O Hospital Regional Dr. José de Simone Netto, em Ponta Porã (MS), apresentou balanço de atendimentos, metas e resultados alcançados em 2019, na manhã desta terça-feira (10/12), durante o Encontro de Gestores do Instituto Acqua, que administra a unidade em parceria com Secretaria de Estado da Saúde (SES). Foram mais de 120 mil procedimentos entre o período de março a dezembro deste ano.

“Enfrentamos vários desafios ao assumir a gestão do hospital e conseguimos vencê-los com o apoio do Acqua e toda equipe. Destaco que as primeiras conquistas foram a reativação dos dois leitos de UTI, reativação das salas cirúrgicas e a redução no tempo de espera no Pronto Socorro. Tivemos confrontos durante a reorganização da estrutura funcional e operacional, chegamos na unidade com funcionários desmotivados e hoje estamos com o hospital em pleno funcionamento e podemos afirmar que a unidade cumpre o papel para qual ela foi criada”, pontuou o diretor-geral da unidade, Demetrius do Lago Pareja.

A unidade conta com 107 leitos e oferece atendimento de urgência e emergência, ambulatorial, internação nas especialidades de clínica médica, cirúrgica, gineco-obstétrica, pediátrica, ortopédica e UTI adulto. Possui, ainda, ampla estrutura de apoio diagnóstico e terapêutico. De março a dezembro de 2019, foram realizados 54. 581 atendimentos no Pronto Socorro, 6.241 internações, 33.049 exames laboratoriais e 12.548 exames de radiologia.

Durante o evento foram apresentadas melhorias que a unidade obteve. A diretora- administrativa, Letícia Carneiro, ressaltou a aquisição de novos mobiliários. “Adquirimos mobiliários para todas as enfermarias, como poltronas, mesas de cabeceira, TV, ar-condicionado, colchões pneumáticos, adequamos os leitos para o conforto e humanização dos nossos pacientes e acompanhantes. A atenção à saúde oferecida envolve assistência humanizada, integral e contínua”, disse.

“Estamos contentes com as conquistas da unidade. É um momento de muito orgulho, pois acompanhamos de perto os desafios enfrentados. Convidamos a todos os colaboradores que façam parte dessa história e nos ajudem a traçar nossa estratégia para 2020, focada em eficiência, transparência e responsabilidade social”, ressaltou o diretor-presidente do Instituto Acqua, Samir Siviero.

Referência em Unidade de Terapia Intensiva – A Unidade de Terapia Intensiva foi um dos destaques na apresentação e obteve êxito em relação à pontuação da média das UTIs públicas brasileiras, incluindo a rede privada. Em comparativo com as UTIs públicas, que mantiveram média de 1,42% no mesmo período, e UTIs de hospitais privados, que atingiram 0,98%, o Hospital Regional de Ponta Porã se destacou no índice que analisa o risco de mortalidade. Quanto menor o índice, menor a probabilidade de óbito.

“Especialmente no mês de outubro nossa performance foi a melhor que a esperada para esse indicador. Tivemos 58% menor a taxa de mortalidade do que poderia ser para pacientes internados naquele mês”, explicou o médico coordenador da UTI, João Angelo Oselame Hoffmann.

Idepe