Prefeito usou as redes sociais para denunciar golpe sofrido

O prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), divulgou na manhã desta terça-feira (20) que seu WhatsApp (programa de mensagens pelo celular) foi clonado por hackers que estariam solicitando depósitos bancários em seu nome. As informações são do Portal Correio do Estado.

A revelação foi feita em postagem nas redes sociais particulares do prefeito. Trad diz que já estaria “tomando as devidas providências.”

Trad não foi o único político local a ser vítima de bandidos. Também através das redes sociais, o deputado federal Geraldo Resende (PSDB) disse ter sido vítima do mesmo crime: clonagem do aplicativo de mensagens e pedidos de doações em dinheiro.

“O deputado federal Geraldo Resende comunica aos integrantes deste grupo que teve o seu número de telefone celular clonado durante o dia de hoje. Usando esse expediente, alguém está usado a conta do parlamentar no WhatsApp para solicitar empréstimo. O deputado alerta para o fato de que nem ele, e nem ninguém de sua equipe está solicitando “socorro” financeiro para qualquer pessoa por meio deste aplicativo ou contato telefônico. O parlamentar disse que já está tomando as medidas cabíveis junto à operadora Vivo e à polícia”, alegou o parlamentar, em mensagem enviada por seus assessores.

Em maio do ano passado, o atual Ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que bandidos teriam se apropriado do seu número de celular e também pediu falsas doações de dinheiro aos colegas de Câmara, quando ainda era deputado federal pelo atual MDB.

Prefeitura de Maracaju_Terrenos Baldios