GP da Itália será dia 6 de setembro com portões fechados

Corrida em Monza foi marcada após acordo entre organizadores

Corrida em Monza foi marcada após acordo entre organizadores – Foto: ANSA

O Grande Prêmio (GP) de Fórmula 1 da Itália será realizado no dia 6 de setembro, no autódromo de Monza, com portões fechados, ou seja, sem a presença de público, informou nesta quinta-feira (4) o presidente da Federação Automóvel Clube da Itália (ACI), Angelo Sticchi Damiani.

A decisão só será alterada caso haja uma indicação diferente das autoridades responsáveis. “É um reinício muito importante, com um valor simbólico extraordinário. Os carros e motoristas que animam a fórmula de carro mais prestigiada do mundo, na verdade, retornam juntos a um país, [a Itália] que, deixando para trás a emergência da Covid-19, coloca toda a sua melhor energia e recursos em campo para voltar rapidamente a ocupar o lugar que merece no cenário europeu e internacional”, afirmou o italiano.

Damiani ainda ressaltou que o acordo com os organizadores da competição foi alcançado apesar das dificuldades relacionadas ao bloqueio imposto pela emergência de saúde.

“Ao trabalharmos juntos, com comprometimento, determinação, profissionalismo e seriedade, você consegue superar qualquer obstáculo”, afirmou.

O presidente do ACI agradeceu todos os envolvidos e disse esperar que a “luz verde” da edição 2020 do GP da Itália possa representar um importante sinal de reinício e renascimento para todos.

Com a assinatura do acordo, a ACI também obtém uma extensão das parcerias alcançadas, em setembro passado, relacionadas à Fórmula 1.

Entre elas, está o direito de organizar o GP da Itália em Monza até 2025, além de novos espaços para uma série de importantes operações para promover a cultura e os produtos de excelência italiana no mundo.

Da AnsaFlash