Rússia declarou que está pronta para a rodada de conversas

O autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó – Foto: EPA

Representantes de Nicolás Maduro e Juan Guaidó irão voltar nesta semana a Oslo, na Noruega, para retomar as conversas sobre a profunda crise política na Venezuela. A Rússia, por sua vez, declarou hoje (27) que está pronta para participar das negociações.

A rodada de conversas será a primeira que governo e oposição ficarão frente a frente. No primeiro encontro, os representantes de Guaidó e Maduro realizaram reuniões separadas com os negociadores na capital norueguesa.

“Reiteramos nosso compromisso de continuar apoiando a procura por uma solução comum entre todas as partes da Venezuela”, informou o Ministério das Relações Exteriores da Noruega.

Em um documento escrito pelo autoproclamado presidente da Venezuela, Guaidó disse que aceitou o convite do país nórdico para “explorar uma possível saída negociada da ditadura e desta grave crise”. O deputado ainda pediu que Caracas tenha “eleições livres”.

Maduro, por sua vez, usou as redes sociais para agradecer a Noruega “pelos esforços para avançar pelos diálogos de paz e estabilidade na Venezuela”.

Essa será a segunda tentativa de diálogo envolvendo Maduro desde que Guaidó se autoproclamou presidente, em janeiro passado. Em maio, o opositor tentou insuflar um levante das Forças Armadas contra o regime chavista, mas não teve adesão da alta cúpula militar.

Rússia

De acordo com um comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores da Rússia, o país recebeu positivamente a notícia de que a rodada de conversas terá uma sequência. No entanto, Moscou fez um alerta contra qualquer ultimato à liderança do país sul-americano.

Da AnsaFlash