Governador recebeu nesta quinta-feira vereadores de Campo Grande - Foto: Chico Ribeiro
Governador recebeu nesta quinta-feira vereadores de Campo Grande – Foto: Chico Ribeiro

O Governo de Mato Grosso do Sul deve reforçar, nos próximos meses, investimentos na infraestrutura urbana de Campo Grande. Nesta quinta-feira (6.7), o governador Reinaldo Azambuja se reuniu com vereadores da Capital para tratar de obras do Programa de Aceleração de Crescimentos (PAC), do Governo Federal. Segundo o gestor, a intenção é fazer uma soma de esforços do Estado, da União e do Município para concluir 21 empreendimentos pela cidade.

“Estamos implantando a possibilidade de uma grande parceria para recuperação de vários bairros, vias públicas e corredores de ônibus”, explicou o governador. Segundo ele, seriam necessários investimentos de cerca de R$ 400 milhões de recursos federais, estaduais e municipais nas obras. Os valores estão em levantamento, e a expectativa do Estado é de investir entre R$ 60 milhões e R$ 80 milhões nos projetos.

Com o pacto entre os entes federativos, as regiões do Bálsamo, Anhanduí, Nova Lima, Atlântico Sul, São Francisco, Bellinate, Jardim Seminário, Mata do Jacinto, Sírio Libanês e Villa Nascer serão beneficiadas. Os bairros estão relacionados em documento entregue pela Câmara de Vereadores de Campo Grande ao Governo do Estado. Mas de acordo com o presidente do Legislativo Municipal, o vereador João Rocha, a lista de empreendimentos é “flexível”, ou seja, projetos poderão ser adicionados ou retirados.

João Rocha ainda afirmou que com a garantia de recursos do Estado e da União – por meio do financiamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), do Ministério das Cidades e do Orçamento Geral da União (OGU) – a prefeitura de Campo Grande terá “condições de fazer a contrapartida”. “Assim teremos condições de fazer com que Campo Grande volte a avançar”, opinou.

Mais investimentos

Durante o encontro, Reinaldo Azambuja reforçou os investimentos e parcerias do Estado com a Capital na restruturação da rotatória da avenida Mato Grosso com a Via Parque, que possibilitará o reordenamento do trânsito (R$ 1,6 milhão); e no projeto de construção de mais de 300 casas da antiga favela Cidade de Deus – que está em formatação.

Ainda participaram do encontro os vereadores Cazuza, Ademir Santana, Carlão, Delegado Wellington, Ayrton de Araújo, Veterinário Francisco, Chiquinho Teles, Darleng Campos, Dr. Wilson Samy, Cida do Amaral, Enfermeiro Fritz, João César Matogrosso, Junior Longo, Odilon de Oliveira Junior, Otávio Trad, Pastor Jeremias, Waldir Gomes e William Macksoud. Pelo Governo, integrou a reunião o subsecretário de Relações Institucionais Alessandro Menezes.