Gabigol faz dois e Flamengo derrota a Portuguesa em Volta Redonda

O Flamengo não encontrou a menor dificuldade para alcançar a segunda vitória consecutiva na Taça Rio. Em partida disputada na noite desta quinta-feira, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, o Rubro-negro da Gávea derrotou a Portuguesa por 3 a 1 e assumiu a primeira colocação no Grupo C com seis pontos ganhos. A Lusa, da Ilha do Governador, segue na última colocação do Grupo B, ainda sem pontuar. Os gols da equipe dirigida por Abel Braga foram marcados por Gabigol, dois, e Bruno Henrique. Patryck anotou para a Portuguesa.

No seu último teste antes da estreia na fase de grupos da Libertadores, o Flamengo não precisou correr muito para conseguir o resultado positivo. O time fez um bom primeiro tempo, caiu de produção na etapa final, mas nunca chegou a ser ameaçado pela Portuguesa que mostrou, mais uma vez, a limitação da sua equipe que faz uma péssima campanha no campeonato estadual. O gol da Lusa nasceu de uma falha de Arrascaeta que chegou a ser vaiado por parte da torcida, depois do lance.

Na próxima rodada, a Portuguesa vai receber o Boavista na Ilha do Governador, enquanto o Flamengo vai encarar o Vasco no Maracanã.

O jogo

Como era de esperar, o Flamengo partiu para o ataque assim que a partida começou. Aos três minutos, Bruno Henrique recebeu de Arrascaeta e bateu forte para boa defesa de Ruan que espalmou para escanteio. No minuto seguinte, após a cobrança do escanteio, o o Rubro-negro marcou o primeiro gol, quando Bruno Henrique aproveitou o lançamento na área.

A Portuguesa nem tinha se arrumado no gramado quando sofreu o segundo gol aos seis minutos. Bruno Henrique fez bom passe para Gabigol que entrou na área e bateu forte para ampliar a vantagem. O atacante rubro-negro estava em posição de impedimento, mas o árbitro validou o gol.

A pressão continuou e, aos sete minutos, o aniversariante Diego cruzou para Willian Arão completar de cabeça, mas mandou para fora.

Perdendo por dois gols de diferença, a Portuguesa não teve alternativa e foi obrigado a partir para o ataque. A equipe da Ilha do Governador adiantou a marcação para tentar pressionar a saída de bola do adversário.
Durante a parada técnica, um dos assistentes pediu auxílio médico por estar sentindo dores na perna, mas se recuperou e voltou ao seu setor.

Aos 22 minutos, Arrascaeta tentou a conclusão, mas a bola desviou na zaga. Dois minutos depois, a Portuguesa chegou com Romarinho que desarmou Willian Arão, mas a zaga rubro-negra conseguiu evitar a conclusão do atacante. A torcida do Flamengo passou a mostrar irritação com Arão que estava cometendo muitos erros e recebendo vaias.

Aos 29 minutos, Diguinho recebeu na entrada da área e bateu, mas a bola passou longe do gol defendido por Diego Alves. Três minutos depois, o Flamengo teve a chance de ampliar a vantagem quando Arrascaeta fez cruzamento perfeito para Gabigol que cabeceou para fora, quando estava livre na área.

Aos 36 minutos, Bruno Henrique tabelou com Renê e bateu forte, mas Ruan fez grande defesa e evitou o terceiro gol.
A Lusa ainda tentou ameaçar aos 46 em cobrança de falta, mas o chute de Diguinho foi facilmente defendido por Diego Alves.

A Portuguesa começou o segundo tempo dando trabalho para Diego Alves que precisou sair de soco para afastar da área um cruzamento de Romarinho. Aos cinco minutos, Diego recebeu na entrada da área e soltou a bomba. A bola desviou em Gabigol e encobriu o travessão defendido por Ruan. O técnico Ailton Ferraz tentou dar um pouco mais de agressividade ao seu time e trocou o volante Muniz pelo atacante Douglas Eskilo.

Apesar de imprimir um ritmo mais lento ao jogo, o Flamengo continuava controlando as ações. Aos 11 minutos, o lateral Pará fez bom lançamento para Bruno Henrique, mas o atacante bateu por cima e desperdiçou a oportunidade.Dois minutos depois, Willian Arão recebeu ótimo passe de Diego, mas concluiu mal, recebendo vaias da torcida.

Mesmo sem repetir a atuação do primeiro tempo, o Flamengo conseguiu marcar o terceiro gol aos 23 minutos, novamente com Gabigol. O artilheiro recebeu cruzamento de Renê e concluiu com categoria, sem chances para Ruan.

Com a partida decidida, Abel Braga decidiu poupar alguns jogadores, já pensando no compromisso da próxima semana, quando o Flamengo fará sua estreia na Libertadores. Diego e Bruno Henrique saíram para a entrada de Berrio e Vitinho. Aos 30 minutos, Gabigol recebeu lançamento de Pará e chutou forte, mas a bola bateu na trave.

A Portuguesa marcou seu gol aos 36 minutos. Arrascaeta perdeu a bola na intermediária e Eskilo lançou Patryck que tocou na saída de Diego Alves e colocou nas redes. O meia uruguaio chegou a ser vaiado por parte da torcida rubro-negra que lembrou o erro do jogador nas semifinais da Taça Guanabara, no lance que causou a vitória do Fluminense.
Animada, a Portuguesa tentou a marcação do segundo gol e Diego Alves fez boa defesa, aos 41 minutos, em cobrança de falta executada por Emerson, na última jogada importante da partida.

Ficha Técnica
Portuguesa 1 x 3 Flamengo

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data: 28 de fevereiro de 2019 (Quinta-feira)
Horário: 21h(de Brasília)
Público: 5.496 pagantes
Árbitro: Philip Georg Bennett (RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Andréa Maffra Marcelino de Sá (RJ)
Cartão Amarelo: Emerson, Marcão, Romarinho(Port); Willian Arão, Berrio(Fla)
Gols:
FLAMENGO: Bruno Henrique aos quatro minutos, Gabigol aos seis minutos do primeiro tempo e 23 minutos do segundo tempo
PORTUGUESA: Patryck, aos 34 minutos do segundo tempo

PORTUGUESA: Ruan, Filippe Formiga,Marcão, André(Patryck) e Zeca; Emerson , Muniz(Douglas Eskilo), Chacal e Diguinho; Romarinho e Tiago Amaral(Fabinho)
Técnico: Aílton Ferraz

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Diego(Berrio) e De Arrascaeta; Bruno Henrique(Vitinho) e Gabigol(Uribe)
Técnico: Abel Braga

Da Gazeta Esportiva