PIB global deve ter expansão de 3,3% em 2020 e de 3,4% em 2021

Kristalina Georgieva, diretora do FMI, durante coletiva de imprensa em Davos – Foto: EPA

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu as projeções de crescimento para a economia mundial, de acordo com relatório divulgado nesta segunda-feira (20), por ocasião do Fórum Mundial de Davos, que acontece entre os dias 21 e 24.

Segundo o documento, o Produto Interno Bruto (PIB) global terá expansão de 3,3% em 2020 e 3,4% em 2021, números 0,1 e 0,2 ponto menores que as previsões anteriores, respectivamente.

O FMI diz que a piora nas projeções está ligada à desaceleração de algumas economias emergentes, sobretudo a Índia, cuja previsão de alta para 2020 é de 5,8% (-1,2 ponto). Em 2019, a expansão global foi de 2,9%.

O relatório também cita as “crescentes tensões geopolíticas, principalmente entre Estados Unidos e Irã, que podem criar problemas no fornecimento de petróleo”.

Um dos países que vão na contramão dessa tendência é o Brasil, cuja projeção de crescimento para 2020 subiu de 2% para 2,2%, embora a previsão para 2021 tenha caído de 2,4% para 2,3% – a maior nação da América Latina seguirá abaixo da média global.

Já para a Itália, o FMI confirmou a projeção de expansão de 0,5% em 2020, mas piorou o número de 2021 para 0,7% (-0,1 ponto percentual). “A Itália precisa de importantes reformas estruturais para aumentar seu potencial de crescimento e deveria reduzir a dívida”, diz o fundo.

Da AnsaFlash

Governo de MS - Nota Premiada