Líder do Grupo D da Copa Libertadores com seis pontos e cem por cento de aproveitamento, o Flamengo entra em campo nesta quarta-feira para receber o Peñarol no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), às 21h30 (de Brasília), no encerramento da terceira rodada. O Rubro-Negro, que está embalado pela conquista da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, no domingo passado, diante do rival Vasco, vai se aproximar muito das oitavas de final em caso de triunfo.

Nos dois jogos anteriores pela Copa Libertadores, o Flamengo derrotou o San José por 1 a 0, na Bolívia, e a Liga Deportiva Universitaria, a LDU do Equador, no Maracanã, por 3 a 1. Já o Peñarol, que ganhou novo ânimo com a goleada de 4 a 0 sobre o San José no Uruguai, tem três pontos e pretende embolar de vez o grupo.

“O Peñarol melhorou muito nas últimas semanas e isso ficou evidente na vitóoria de goleada contra o San José. É um time em evolução, assim como o Flamengo, e a partida vai ser muito complicada. Temos que usar a capacidade individual e coletiva para enfrentarmos os pontos mais perigosos deles. O jogador uruguaio é muito forte na maneira de encarar as partidas, à cada bola”, analisou o técnico Abel Braga, que retorna aos trabalhos após passar por uma intervenção cardíaca que o impediu de trabalhar na decisão da Taça Rio.

Cientes das dificuldades do jogo, os atletas flamenguistas mais uma vez apostam na força da torcida, que esgotou todos os ingressos na venda antecipada.

“Nós sabemos que o Maracanã vai estar mais uma vez lotado e com o torcedor indo nos apoiar como fez até aqui nesta Libertadores e em toda a temporada. Precisamos usar toda esta energia mais uma vez a nosso favor”, disse o goleiro Diego Alves.

Em termos de escalação o Flamengo vai manter a base que vem atuando na Copa Libertadores. Os titulares preservados contra o Vasco retornam ao time.

Pelo lado do Peñarol, o técnico Diego López viu o jejum de dois jogos sem vitórias no Campeonato Uruguaio ser quebrado com a goleada de 4 a 0 sobre o Bosaton Ríver, que levou o time ao segundo lugar com 16 pontos. O treinador, porém, alertou para os perigos do Flamengo.

“Vamos enfrentar um time muito forte e perigoso em casa, que cria sérias dificuldades a quem o visita. O Flamengo toca rapidamente a bola e acha com facilidade os espaços. Vamos precisar trabalhar com velocidade na defesa e na transição das jogadas para o campo de ataque”, disse López.

Sobre o time, o volante Walter Gargano, afastado há mais de um mês por conta de uma lesão na parte posterior da coxa direita, volta a ser relacionado, mas começará a partida no banco de reservas. Os atacantes Lolo Estoyanoff e Gabriel Fernández, ambos lesionados, seguem de fora, sem previsão de retorno aos gramados. Assim, Luis Acevedo e Lucas Viatri formarão a dupla de ataque.

Pelo regulamento da Copa Libertadores, nesta fase de grupos os times duelam dentro de suas respectivas chaves em turno e returno. Ao fim, os dois primeiros colocados na pontuação geral se garantem nas oitavas de final. Os terceiros de cada um dos oito grupos ganham como “prêmio de consolação” a vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana, permanecendo na luta por um título continental na temporada.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-BRA X PEÑAROL-URU

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 3 de abril de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 21h30(de Brasília)
Árbitro: Patricio Lostau (Argentina)
Assistentes: Juan Belatti (Argentina) e Diego Bonfa (Argentina)

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Gustavo Cuéllar, Willian Arão, Diego e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabigol
Técnico: Abel Braga
PEÑAROL: Thiago Cardozo, Ezequiel Busquets, Fabricio Formiliano, Cristian Lema e Lucas Hernández; Giovanni González, Guzmán Pereira, Brian Rodríguez e Cristian Rodríguez; Luis Acevedo e Lucas Viatri
Técnico: Diego López

Da Gazeta Esportiva