Caminhonete ficou com janelas destruídas – Foto: Divulgação

O capitão da Polícia Militar Paulo Roberto Xavier teve o filho morto em atentado ocorrido por volta das 18 horas desta terça-feira, em Campo Grande.

Segundo o Jornal Midiamax, o garoto, cuja identidade ainda não foi divulgada, teria sido atingido por disparos de fuzil. Ele chegou a ser socorrido pelo próprio pai e levado de caminhonete para a Santa Casa, mas já chegou morto.

Conforme apurado, pai e filho chegavam em casa em uma GM S-10, no bairro Miguel Couto, próximo da Escola Estadual Hercules Maymone, quando suspeitos em um veículo modelo Up branco se aproximaram e dispararam várias vezes. No local, a polícia encontrou cápsulas deflagradas que aparentam ser de fuzil 556.

Xavier saiu com a caminhonete com sinais ligados e buzinando, na tentativa de chegar ao hospital a tempo de salvar o filho. Ele avançou sinais e chegou a pedir ajuda a bombeiros que atendiam vítima de atropelamento no cruzamento da Rua 13 de Junho com a Avenida Mato Grosso.

Na casa, familiares ficaram em estado de choque e precisaram de atendimento do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).