Os ex-presidentes Carlos Marques e Vladimir Rossi compõe o conselho federal da Chapa – Divulgação

A vinte dias para a eleição que definirá a nova diretoria da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso do Sul) para o triênio 2019-2021, a chapa Tempo de Ordem, encabeçada pelo advogado Jully Heyder, recebeu o apoio de sete ex-presidentes da instituição.

Leonardo Nunes da Cunha; Carmelino Rezende, Renê Siufi; Marcelo Barbosa Martins; Carlos Marques; Vladimir Rossi Lourenço e Fábio Trad, confirmaram apoio total a chapa, que busca resgatar os valores e protagonismo institucional da Ordem. Para os membros da chapa, formada por mais de 250 advogados e advogadas, o apoio dos ex-presidentes é emblemático, e mostra o quanto a Ordem está precisando retomar sua função institucional na valorização dos profissionais e na defesa social.

Renê Siufi, que presidiu a entidade entre 1983-1985 e atualmente compõe o conselho federal titular da chapa Tempo de Ordem, criticou a postura da atual gestão e destacou a importância da renovação na Ordem. “Sempre fui contra a reeleição em qualquer nível. Não basta que um gestão tenha sido boa, é preciso oxigenar a entidade. Assim a renovação é sempre salutar. E a condução de Jully Heyder e Felipe Azuma para o comando da classe representa exatamente o revigoramento da Instituição”. Siuf salientou ainda seu orgulho em fazer parte do movimento. “Fico extremamente grato por compor com os colegas Carlos Marques e Vladimir Rossi as vagas para o Conselho Federal. O Tempo de Ordem é agora”.

Reeleito ao cargo de deputado federal, o advogado Fábio Trad que comandou a seccional sul-mato-grossense entre 2007 e 2009, também se posicionou em favor da candidatura de Jully Heyder. “Entendo que momento político institucional brasileiro, exige alguém como Jully Heyder, para a defesa mais afirmativa, forte e combativa das nossas prerrogativas. Respeito os demais colegas que disputam o pleito, mas não posso abrir mão das minhas escolhas e por isso apoio à candidatura deste colega valoroso que é o Jully Heyder”, disse Fábio Trad.

“A Ordem está cansada de individualismo, formulamos um projeto coletivo. Todas as indicações foram discutidas por um grupo de advogados e advogadas de todo o Estado. Nosso movimento preza pela democracia, iremos imprimir uma gestão transparente, diferente da atual, dando voz e oportunidades à advocacia experiente que muito realizou pela instituição e também ao novo advogado, que muito faz e ainda fará por nossa Seccional”, destacou o candidato à presidência, Jully Heyder.

A votação acontecerá no dia 20 de novembro. Além do presidente e vice-presidente da entidade, serão escolhidos o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Mato Grosso do Sul, os conselheiros estaduais e federais, e da Escola Superior de Advocacia do Estado.

Câmara de Ponta Porã_Início do Ano Legislativo