Escola do Sesi de Aparecida do Taboado faz versão online da atividade “Filosofia com Pipoca”

Durante às aulas online adotadas devido ao avanço da pandemia mundial do novo coronavírus (Covid-19), os alunos da 3ª série do Ensino Médio da Escola do Sesi de Aparecida do Taboado foram imersos em discussões sobre quais seriam os modelos ideais de educação proposto por filósofos conceituados. A atividade faz parte da versão remota da “Filosofia com Pipoca”, uma proposta da disciplina de Filosofia que busca ensinar por meio de filmes famosos do cinema mundial e nacional.

Na aula em questão, o filme escolhido foi “Capitão Fantástico”, que, após ser assistido, teve uma live transmitida via Instagram com um bate-papo sobre os problemas e desafios da Educação Brasileira. O bate-papo foi intermediado pelo professor Marcio Edovilson Arcas, que leciona as disciplinas de Filosofia e Sociologia, e contou com a participação do filósofo e mestrando em Educação José Renato Sessiano, docente da UniJales e diretor aposentado da Secretaria Estadual de Ensino de São Paulo.

Além dos alunos, a live teve 75 acessos e mais de 130 visualizações, entre egressos da Escola do Sesi de Aparecida do Taboado e estudantes de outras escolas da região, bem como amigos dos professores. “Ao meu ver, o isolamento tem criado novas necessidades, me preocupo em limitar minha relação com eles somente nas plataformas de ensino, trazê-los para um ambiente que lhes é mais agradável, no caso o Instagram, é uma maneira de fugirmos do isolamento e da rotina das aulas (no caso das aulas remotas)”, disse o professor Marcio Arcas.

O primeiro passo foi criar um novo grupo de WhatsApp para tratar do filme que seria assistido durante a aula e regras para comentar a produção cinematográfica no grupo. Após o término do filme, o professor propôs que no próximo encontro os alunos tivessem selecionado questões sobre o assunto tratado e apresentassem suas considerações. O filme retrata uma família que vive com seis filhos longe da civilização, no meio da floresta, em uma rígida rotina de aventuras. As crianças lutam, escalam, leem obras clássicas, debatem, caçam e praticam duros exercícios, tendo a autossuficiência sempre como palavra de ordem.

Certo dia um triste acontecimento leva a família a deixar o isolamento e o reencontro com parentes distantes traz à tona velhos conflitos. O professor propôs que, após assistirem o filme, organizariam um momento da atividade “Filosofia com Pipoca”, a mesma era uma proposta das aulas presenciais, assim não poderiam deixar de realizar virtualmente e a proposta foi uma live. Neste momento, também foi acordada a participação do convidado e que a live seria transmitida para facilitar o acesso do convidado e para tornar o debate público.

No dia da live, os alunos podiam tiveram a oportunidade de se manifestar via WhatsApp e no chat do Instagram. Na data planejada o professor reuniu-se com os alunos no TEAMS para acertar os últimos pontos para a live e depois de encerrar a reunião todos acessaram o Instagram, sendo que ela foi dividida em duas partes, a primeira das 11 às 12 horas e depois das 12h02 às 12h15. “Achei muito divertido e relevante o método que o professor utilizou de passar um filme para nós e logo após fazer uma live com o professor José Renato para comentarmos e analisarmos, tanto o filme, quanto outros assuntos da sociologia e da filosofia”, disse a aluna Isadora Lima Gotardo.

Já a colega Anna Clara Martins completa que a atividade foi genial. “A educação dos filhos no filme é feita em casa, eles não concordam com o sistema de capitalismo e por isso fazem suas próprias roupas, seus próprios sapatos, caçam suas comidas e vivem no meio de uma floresta. Resumindo, o filme mostra uma realidade bem diferente do convencional, é maravilhoso e traz um conhecimento enorme”, analisou.