Palestra foi ministrada pelo Sargento da PM de Dourados, Júlio CT Arguelho, idealizador do Projeto – Divulgação 3º BPM
Palestra foi ministrada pelo Sargento da PM de Dourados, Júlio CT Arguelho, idealizador do Projeto – Divulgação 3º BPM

Atendendo uma solicitação da Secretaria Municipal de Educação de Dourados, na pessoa da Secretária Denise Portolan e da Coordenadora de Educação do Campo da SEMED, a professora Angelita Silva Barros, o 3º Batalhão de Policia Militar iniciou um trabalho preventivo contra a iniciação criminal de jovens e adolescentes na faixa etária de 13 a 17 anos, que atendeu alunos da escola Padre Anchieta em Vila Formosa através do projeto DNC – Diga Não ao Crime.

O projeto criado e desenvolvido pelo Sargento da PM de Dourados, Júlio CT Arguelho, iniciou em setembro de 2015, atendendo escolas da região de fronteira e no ano do seu biênio, esta viabilizando uma parceria com a Prefeitura Municipal de Dourados para que todas as escolas da rede pública do município possa receber o projeto duas vezes ao ano.

A palestra conta com uma dinâmica de impacto e visa utilizar o conhecimento prático para afastar os jovens e adolescentes do mundo do crime que, via de regra, inicia-se através do uso de drogas licitas e ilícitas.

Durante a apresentação são abordados assuntos como noções de autoridade, direitos e deveres dos jovens e adolescentes, Lei do Menino Bernardo (Lei da Palmada), segurança virtual e ação dos órgãos de segurança no combate ao crime.

A direção e funcionários da Escola Padre Anchieta em Vila Formosa receberam o projeto DNC na tarde dessa quarta-feira (16), que é ministrado pela terceira vez na escola, abraçando a iniciativa que já teve ótimos resultados na comunidade.

O uso do rapé, que entre os jovens acabou se tornando “modinha” naquela comunidade, foi um dos temas mais polêmicos durante a palestra, sendo explicado ao públicos que o rapé (pó de fumo) era utilizado antigamente para fins medicinais e seu uso poderiam trazer sérias consequências a saúde, uma vez que inalado poderia causar infecções nos pulmões e vias áreas. O produto que tem o fumo como matéria prima também não pode ser comercializado a menores de 18 anos, assim como cigarro e bebidas alcoólicas.

Os presentes ficaram impactados com os vídeos apresentados, principalmente sobre a ação das drogas no organismo e, em especial o crack, demonstrado a ação devastadora dessa droga para o usuário.

O Diretor Luiz Flores, o Sargento João Rodrigues, que é o Comandante do GPM de Vila Formosa, juntamente duas turmas de aproximadamente 30 alunos entre jovens, adolescente e funcionários da escola participaram da palestra e, segundo o Sargento Arguelho, esse trabalho que já foi realizado em outras oportunidades na escola já trouxeram bons frutos para aquela comunidade.

“Alguns problemas identificados nas ultimas palestras realizadas em Vila Formosa já foram resolvidos e a presença ativa da PM através do Grupamento de vila Formosa, tem contribuído para a manutenção da tranquilidade e prevenindo o uso de drogas e crimes entre o público escolar”, conclui o palestrante.