Secretária de Administração, Elaine Boschetti Trota, esclarece sobre escalonamento de salário e tranquiliza servidores – Foto: A. Frota
Secretária de Administração, Elaine Boschetti Trota, esclarece sobre escalonamento de salário e tranquiliza servidores – Foto: A. Frota

Dos 7.196 servidores da prefeitura de Dourados, apenas 823 não terão os salários depositados em conta no quinto dia útil deste mês. Ou seja, a administração vai conseguir cumprir com a grande maioria do funcionalismo, pagando integralmente os salários de setembro nesta sexta-feira (6).

Segundo a secretária municipal de Administração, Elaine Boschetti Trota, os servidores que recebem até R$ 4.200,00, em salário líquido, receberão nesta sexta-feira. A previsão é de que os demais servidores recebam até o dia 20 de outubro.

O escalonamento foi adotado em razão das dificuldades financeiras pelas quais passa o município, com aumento de despesas e estagnação da receita.

O secretário de Fazenda, João Fava Neto, aponta como principal fator para o aumento da despesa com pessoal, o impacto causado pela implantação de todos os planos de cargos e carreira do funcionalismo – Leis 310/2016, dos servidores em geral; 309/2016, da Procuradoria-Geral do Município; 121/2007, da Guarda Municipal, que incorporou 30% de operações especiais; 118/2007, dos servidores da Educação e professores, que tiveram reajuste de 11,36% em abril de 2016, e, em outubro do mesmo ano, incorporação da gratificação do magistério; e a implantação, em novembro e dezembro de 2016, da Lei 267/2013, que trata da primeira parcela da diferença de 1/5 do piso nacional a ser pago com royalties do Pré-Sal.

“Por isso que o impacto do PCCR é de R$ 6 milhões por mês na folha salarial”, explica o secretário, lembrando que a folha do município de setembro de 2017 é de R$ 31 milhões.

“A administração vem trabalhando no sentido de incrementar a receita e o resultado das ações de agora terá reflexo a partir do próximo exercício”, conclui.