O técnico Oswaldo de Oliveira completou contra o Palmeiras seu quarto jogo à frente do Fluminense. Contudo, o comandante já precisa conviver com críticas, inclusive internas. O auge dessas reclamações veio na derrota para o Verdão na noite da última terça-feira, quando o time carioca foi derrotado por 3 a 0 e permaneceu mergulhado na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Oswaldo de Oliveira montou o Fluminense com três veteranos no meio de campo. O volante Aírton ficou sobrecarregado na marcação, enquanto Paulo Henrique Ganso e Nenê tentavam se desdobrar entre dar combate e ajudar a conter o ímpeto do adversário.

“O esquema deu certo contra o Fortaleza e ganhamos por um a zero. Tivemos duas boas chances de gol desperdiçadas quando a partida estava empatada. Nós temos de escalar o que nós temos de melhor”, disse o treinador.

Para alguns conselheiros, Oswaldo errou ao manter contra o Palmeiras o esquema apenas porque ele deu certo diante do Fortaleza, um adversário tecnicamente mais fraco que o clube paulista.

Convivendo com estas críticas que Oswaldo de Oliveira já trabalha de olho no duelo contra o Corinthians, marcado para este domingo, às 16h (de Brasília), no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF), pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O time deverá ser definido no treino previsto para esta sexta-feira à tarde. Com 15 pontos ganhos, o time tenta ganhar para sair da zona da degola.

Da Gazeta Esportiva