Jogador argentino está desaparecido desde o dia 21 de janeiro – Foto: EPA

A Agência de Investigação de Acidentes Aéreos (AAIB) confirmou neste domingo (3) que encontrou alguns destroços do avião em que viajava o jogador argentino Emiliano Sala, desaparecido desde o dia 21.

De acordo com a emissora “Sky News”, as partes da aeronave “PA 46 Malibu” foram achadas no fundo do oceano na região do Canal da Mancha, por um equipamento de sonar que estava em um bote das equipes de resgate.

Ainda segundo a rede britânica, as famílias de Sala e do piloto, David Ibbotson, foram notificadas. No entanto, os corpos da dupla ainda estão desaparecidos.

O atacante de 28 anos tinha acabado de fechar sua transferência do Nantes, da França, para o Cardiff City, de País de Gales, mas que disputa a Premier League, por 17 milhões de euros. O argentino vivia o auge da carreira e era o quinto artilheiro do Campeonato Francês, com 12 gols.

Antes do avião sumir dos radares, o atleta chegou a enviar um áudio a amigos que sentia “medo”, porque a aeronave parecia estar “caindo aos pedaços”.

As buscas oficiais pelo atleta chegaram a ser interrompidos três dias depois do acidente, mas uma campanha na internet reuniu cerca de R$ 1 milhão e possibilitou que a família do argentino financiasse uma nova operação de busca por Sala e Ibbotson.

Da AnsaFlash