Empresários de MS temem nova onda de desabastecimento

Exército auxiliou na chegada de combustíveis aos postos ontem – Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado

Sob escolta do Exército Brasileiro e da Polícia Militar, as distribuidoras de combustível começaram a enviar na noite de sábado seus produtos para os postos de Campo Grande e de algumas cidades do interior de Mato Grosso do Sul. A medida, contudo, é considerada paliativa pelos empresários do setor, que temem nova onda de desabastecimento a partir de quarta-feira (30). As informações são do portal Correio do Estado.

A retomada na distribuição das distribuidoras para os postos está muito distante de ser considerada uma normalização, analisou empresário de uma das maiores companhias do setor em MS. “Não estamos trazendo combustível de nossa base primária, ao lado da refinaria de Paulínia (SP). O combustível que começamos a distribuir ontem é proveniente do estoque que tínhamos em nossas bases em Mato Grosso do Sul, e também em nossos caminhões-tanque”, explicou.

Desde a noite de sábado, caminhões carregados começaram a deixar, sob escolta, bases de empresas como Petrobras, Raizen (Shell) e Taurus. Ainda na noite de sábado, motoristas de aplicativo tentaram tumultuar a saída dos caminhoneiros, mas na manhã de ontem, militares do Exército e da PM foram acionados para garantir o livre trânsito dos caminhões com combustível. Todos os funcionários destas três distribuidoras foram taxativos: estão levando combustível armazenado nas unidades. Os caminhões que trazem os produtos das refinarias, ainda estão encostados.