Nesta terça-feira (11), os Correios lançaram a emissão especial “Cientistas Brasileiros: César Lattes e Johanna Döbereiner”, com cerimônia no Catavento Cultural e Educacional, em São Paulo, museu interativo dedicado às ciências e sua divulgação. No dia 14, haverá também lançamento no Rio de Janeiro, onde Döbereiner era radicada e desenvolveu suas pesquisas; e no dia 19 em Curitiba, terra natal de Lattes.

A emissão é um se-tenant com dois selos interligados por elemento em comum entre os dois cientistas: um átomo de nitrogênio, que foi representado de maneira lúdica, como nos livros didáticos. As cores de base de cada selo buscam se relacionar com o campo de atuação dos dois cientistas. A arte, feita em desenho vetorial, é de Adriana Shibata.

Uma das grandes descobertas de César Lattes foi a partícula atômica Méson Pi. Lattes estudou os raios cósmicos, montando um laboratório em uma montanha nos Andes e utilizando chapas fotográficas melhoradas com boro. O desenho do selo busca ilustrar esses experimentos. Por fim, na textura ao fundo de sua imagem, foram utilizados alguns rascunhos, representando cálculos e fórmulas.

Já a engenheira agrônoma Johanna Döbereiner, nascida na antiga Tchecoslováquia, foi pioneira nos estudos da biologia do solo, que tiveram grande impacto na produção agrícola brasileira. A ilustração do selo demonstra sua principal pesquisa: a relação entre uma planta e as bactérias fixadoras de nitrogênio. Como textura ao fundo de sua imagem, foram utilizadas ilustrações em vetor de algumas folhas e leguminosas.

A tiragem da emissão é de 360 mil selos, com valor facial de R$1,85 cada. As peças estarão disponíveis nas agências de todo o país e também na loja virtual.