Em MS, 38% dos casos de Covid-19 são das variantes de Manaus e Rio de Janeiro

MS registrou 25 mortes em 24h por consequência da Covid-19 – Foto: Saul Schramm

E o boletim epidemiológico desta terça-feira, dia 08 de junho, trouxe a confirmação de mais 1.106 casos novos. 304.315 casos confirmados desde o início da pandemia. De acordo com o levantamento genômico realizado pela Secretaria de Estado de Saúde, 38,6% dos casos confirmados foram contaminados pelas variantes P1 e P2 – linhagens que surgiram em Manaus e no Rio de Janeiro, respectivamente.

Hoje, estão em isolamento domiciliar, 20.368 pessoas, e outras 1.339 pessoas estão internadas. 774 em leitos clínicos e outros 565 apresentaram piora no quadro e precisaram ser internados em leitos de UTI.

E por falar em internações, os percentuais de ocupação de leitos continuam altos em todo o Estado. Na macrorregião de Campo Grande, 113% dos leitos destinados ao tratamento da Covid-19 estão ocupados, na macrorregião de Dourados 98% de ocupação e na macrorregião de Corumbá 107%. O menor percentual é registrado na macrorregião de Três Lagoas, onde 97% dos leitos para o tratamento da Covid-19 já estão ocupados.

Também foram anunciadas mais 25 mortes por consequência da Covid-19. 7.210 vidas perdidas desde o início da pandemia.

Do total de novos óbitos, oito são de campo-grandenses. Dourados, Aquidauana, Ponta Porã e Naviraí registraram dois óbitos cada. Coxim, Corumbá, Caracol, Chapadão do Sul, Paranaíba, Angélica, Rio Brilhante, Costa Rica e Três Lagoas um óbito cada.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.