Em Maracaju, escolas particulares e autoridades discutem volta as aulas

Reunião na prefeitura discutiu a melhor maneira para um retorno seguro às aulas presenciais – Divulgação

Na manhã desta quarta-feira, 03, estiveram reunidos no gabinete do prefeito representantes do Ministério Público, da Prefeitura Municipal e de escolas particulares.

Em pauta a pandemia de Covid-19 e o retorno as aulas presenciais das escolas particulares. Neste primeiro encontro para discutir o assunto algumas questões pontuais foram abordadas, como retornar, quando retornar e qual a melhor maneira. Qual o posicionamento da família com relação ao retorno as aulas.

No encontro, ficou definido que as escolas farão um questionário com as famílias dos alunos para saber o posicionamento familiar. Ficou definido também que dia 24 de junho haverá a segunda reunião, com novos dados e posição da saúde quanto um retorno seguro.

Para a Promotora de Justiça Simone Almada Góes, está primeira reunião foi importante para que cada um pudesse expor sua posição e situação, o envolvimento dos setores ligados diretamente a crise e importante para que as decisões tomadas sejam as mais corretas possíveis.” Vivemos um novo começo, nada será igual a partir de agora. O retorno as aulas tem que ser minunciosamente estudada, não podemos causar trauma nos alunos e também não correr riscos, este é o momento da família e sua participação, todos precisam se reinventar, mudar costumes, ações, muitas mudanças e transformações e precisamos acompanhar a tudo isso”, disse a promotora.

Médico Luiz Possi Coordenador da Saúde atenção básica, disse que é um momento de análise profunda de tudo, que o município está se preparando para o retorno as aulas de forma organizada e buscando o melhor a todos.” Não falamos em data, sabemos que este mês ainda e muito perigoso, e vivemos os meses frio que é ainda pior, mas, sabemos que o retorna vai acontecer e precisamos estar prontos para esse dia’, disse Luiz

Para o prefeito Maurílio Ferreira Azambuja, as decisões das coisas particulares incluindo as escolas não dizem respeito ao município, mas este é um momento em que e busca todas as alternativas para errar menos possível. “Particular ou pública, junto somos Maracaju e por isso buscamos essa união, para fazer o melhor pelo município e pelas pessoas que aqui vivem”, disse o prefeito.