Com o aumento populacional, o coeficiente de Maracaju, do prefeito Maurilio Azambuja, salta de 2.2 para 2.4 - Divulgação
Segundo o prefeito Maurílio, medidas são duras, mas necessárias – Assessoria

O prefeito Maurílio Ferreira Azambuja esteve na manhã desta terça feira (7) reunido com seu secretariado para tomar algumas decisões em âmbito administrativo e também para fazer um balanço sobre a situação do coronavírus, e quais as mudanças seriam adotadas antes do feriado prologando da Semana Santa.

O balanço das medidas tomadas fora positivo, e que estão surtindo efeito, até o momento Maracaju não registrou nenhum caso de Covid 19.

Decreto municipal estabelece que as aulas do município vão seguir o calendário do Estado, ou seja, ficam suspensa até o dia 03 de maio. As farmácias também terão uma maior flexibilidade no atendimento, até agora só podia atender pela janelinha, agora poderão trabalhar com as portas abertas ao público seguindo algumas orientações, entre elas respeitar a distância de dois metros entre os clientes, e atender um número mínimo por vez. Estas são as principais mudanças, as demais recomendações e decretos continuam valendo.

Segundo o prefeito Maurílio são medidas necessárias, muitas vezes o remédio é amargo, mas é preciso tomar. “Buscamos fazer o que melhor para a comunidade e atender a maioria das pessoas, a nossa preocupação é com a saúde da população e por isso precisamos tomar essas medidas, algumas pessoas do comercio ficam magoados, nós entendemos, mas o momento é de pensar na maioria para evitarmos que a doença se espelha e fuja do controle”, disse Maurílio.

Deputado Zé Teixeira