Em Malta, Papa apela à paz na Ucrânia e recorda ‘tragédia humanitária’

Papa Francisco pediu solidariedade com quem sofre na guerra

Papa celebrou missa para fiéis em Malta – Foto: EPA

O papa Francisco fez um apelo neste domingo (3) à paz na Ucrânia, alertando que uma “tragédia humanitária” está em andamento em um país que sofre bombardeios nesta “guerra sacrílega”.

Falando para milhares de pessoas que participaram da missa que celebrou no segundo dia de sua visita a Malta, o Pontífice pediu que não “nos cansemos de rezar e ajudar aqueles que sofrem”.

“Rezemos agora pela paz, pensando na tragédia humanitária da martirizada Ucrânia, ainda sob os bombardeamentos desta guerra sacrílega. Não nos cansemos de rezar e ajudar quem sofre”, disse, na recitação do ângelus.

Durante a celebração, os fiéis rezaram “pelas vítimas da violência e da guerra”, pedindo que as suas lágrimas e o seu sangue abram “uma era de fraternidade e de paz”.

Ontem, o líder da Igreja Católica já havia alertado para o risco de o conflito na Ucrânia se tornar “uma guerra fria prolongada que pode sufocar a vida de povos e gerações inteiras”.

Além disso, o religioso não descartou uma possível viagem para Kiev, em meio à guerra iniciada pela Rússia em 24 de fevereiro, e alertou para o agravamento da emergência migratória, com os refugiados da “martirizada Ucrânia”, pedindo “respostas amplas e partilhadas”.

Francisco iniciou sua visita à ilha de Malta no último sábado, após a viagem ter sido adiada por causa da pandemia de Covid-19.

Da AnsaFlash

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.