Em jogo movimentado, Inter empata com América-MG em Belo Horizonte

O duelo entre mineiros e gaúchos, na noite desta terça-feira, no Independência, em confronto válido pela 7ª rodada da Série B, foi bastante interessante. O jogo foi bastante movimentado, com chances para os dois lados, e, no fim, o empate por 1 a 1 foi justo para América e Internacional. O resultado deixa o Coelho na 12ª colocação, com nove pontos anotados. Já o Internacional tem 12 tentos e está na 5ª posição do Campeonato Brasileiro da segunda divisão.

O jogo teve dois tempos distintos. O Inter foi superior no primeiro, conseguiu imprimir seu ritmo e não deixar o América colocar seus pontos fortes em campo. Na etapa final, o Coelho foi superior, conseguiu ter mais profundidade e explorar os erros gaúchos em campo que deu mais espaços que deveria.

O América volta a campo no próximo sábado, contra o Oeste, na Arena Barueri, às 21h. Já o Colorado vai até o Arruda, no mesmo dia, às 16h, para duelar com o Santa Cruz.

Primeiro tempo

O jogo começou marcado pelo equilíbrio. As equipes foram iguais no meio campo nos minutos iniciais e as oportunidades eram criadas.

O Internacional teve o mérito de conseguiu segurar o Coelho, pois, jogando no Independência, o América consegue sempre se impor e ser mais forte. Mas o time colorado tinha consistência para não perder o controle do que queria em campo.

Parte do controle que o Inter conseguia em campo era fruto do bom trabalho feito nas laterais. Os visitantes conseguiam parar as laterais, com comportamento defensivo interessante e saídas em velocidade.

Aos 19 o Inter conseguiu abrir o placar. Para explicar o tento vermelho, porém, é preciso retornar ao minuto sete, quando Willian Pottker deixou o gramado do Independência com dores e deu lugar a Nico López. E foi ele mesmo que fez o gol do Internacional. Após boa troca de passes, o clube gaúcho conseguiu envolver a defesa americana e a redonda chegou limpa para o atacante fazer seu tento.

O Coelho até tentou uma reação após o gol do Internacional, mas não conseguiu. Após os 30 minutos, inclusive, o que se pôde observar foi um grande domínio do clube colorado que não deu espaços e aproveitava que o Coelho queria o empate e conseguia agredir nos contra-ataques. O segundo gol não saiu por detalhes.

Segundo tempo

O América voltou superior para o segundo tempo. O técnico Enderson Moreira mandou a campo o jovem Matheusinho e deu mais habilidade, movimentação e profundidade.

Aos 8 minutos o Coelho conseguiu abrir seu marcador. Após cruzamento na área, Rafael Lima subiu e colocou a bola no cantinho, para dar a igualdade no placar.

O duelo ficou interessante. As equipes jogavam abertas, isso dava oportunidades para os dois lados. Dois lances entre 20 e 23 minutos deram ideia disso. O Coelho chegou com troca de passes interessante e Luan só não desempatou o confronto porque não alcançou a bola. Minutos depois, porém, o Inter respondeu e mandou uma bola na trave.

Até o fim do confronto, as equipes ficaram abertas em campo, mas não conseguiram mudar o placar igual.

Ficha Técnica
América-MG 1 x 1 Internacional

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 13 de junho de 2017, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Antônio Dib Moraes de Sousa (PI)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Rogério de Oliveira Braga (PI)
Gols: Nico López, aos 19 minutos do primeiro tempo (Internacional); Rafael Lima, aos 8 minutos do segundo tempo.
Cartões: Fabinho, D’Alessandro, Nico Lopez (Inter)

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Norberto, Messias, Rafael Lima, Ernandes; Willian, Zé Ricardo (Christian Sávio), Gerson Magrão (Matheusinho), Luan (Renan Oliveira); Bill e Hugo Cabral.
Técnico: Enderson Moreira

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Edenílson, Léo Ortiz, Danilo Silva, Uendel; Rodrigo Dourado (Charles), Fabinho, Marcelo Cirino, D’Alessandro, Carlos (Juan); William Pottker (Nico López).
Técnico: Guto Ferreira.

Da Gazeta Esportiva