Uma tarde de autoavaliação e definição de soluções estratégicas para o segmento de panificação e confeitaria. Assim pode ser definido o evento “Design de Soluções – Aprenda como Gerar Valor e Lucratividade para sua Empresa”, promovido nesta quinta-feira (22/06) pelo Sesi, em Campo Grande (MS), com apoio do Sebrae/MS e parceria do Sindepan/MS. O superintendente do Sesi, Bergson Amarilla, deu início às atividades esclarecendo que a intenção da reunião era criar estratégias e propor soluções nas áreas de educação e Saúde e Segurança do Trabalho (SST).

“Propusemos este evento de imersão como uma alternativa prática para extrair demandas, provocar soluções e encontrar caminhos em conjunto com os empresários. Temos consciência que as soluções individualizadas propostas pelos participantes poderão, de alguma maneira, resultar em soluções a nível global para o segmento no Estado”, explicou Bergson Amarilla.

Segundo a diretora de SST do Sesi, Adriana Sato, ao apresentar as demandas e gargalos, as empresas auxiliam o Sesi a auxiliá-las. “Uma vez apontadas as principais dificuldades, poderemos oferecer soluções individualizadas e de maneira geral. Trata-se de um segmento com inúmeras possibilidades em que a busca por eficiência é constante. Provocamos os empresários a avaliarem o rumo que querem que as empresas tomem e, sobretudo, qual os primeiros passos para que isso se concretize”, destacou.

Já a gerente de educação do Sesi, Simone Cruz, estimulou os presentes a discutir os aprendizados que envolvem especificamente o segmento. “Vários quesitos merecem ser estudados, desde a gestão do tempo até o atendimento propriamente dito. Por exemplo, o que precisamos garantir para que a qualidade da produção seja linear do início ao fim do expediente? A educação, a aprendizagem corporativa, é uma grande alavanca. E o Sesi é capaz de desenvolver e oferecer ferramentas específicas para suprir as necessidades apontadas pelo segmento”, pontuou.

O gerente da unidade de marketing e comunicação do Sebrae/MS, Luiz Ishikawa, esclareceu que a instituição apoia o evento no sentido de oferecer respostas às empresas do segmento. “Trata-se de uma soma de esforços, uma busca conjunta por soluções. Depois da discussão, o Sebrae participará do plano de ação para o desenvolvimento das micro e pequenas indústrias de panificação do Estado”, declarou.

Participantes

Marcelo Silva de Novaes, proprietário da panificadora Freguesia de Válega, classificou a iniciativa do Sesi como “excelente e de extrema importância para o segmento”. E completou: “vai contribuir sobremaneira para o desenvolvimento das empresas, considerando que foi possível apresentar as principais dificuldades que enfrentamos atualmente”, disse.

Já Wellington Knauf, gerente da Incubadora de Alimentos da Prefeitura de Campo Grande, fez questão de participar do evento para levar soluções às empresas de panificação incubadas. “Estamos em constante busca por novos maquinários, novas técnicas. De uma reunião como esta, podemos extrair uma série de estratégias para auxilias nossas incubadas”, falou.

O empresário Julio Cesar de Souza, que prepara a abertura de uma nova panificadora para o próximo mês, contou que fez questão de participar da reunião para extrair o máximo de informações de outros empresários. “Aprendendo com os erros e dificuldades dos outros, diminuímos a probabilidade de cometer os mesmos erros”, relatou.