Em distribuição de máscaras, histórias de quem viu de perto a Covid-19 emocionam equipe do Sistema Fiems

Equipe da Fiems distribui máscaras no comércio de CG – Divulgação

Em meio à movimentação típica das ruas do comércio do Bairro Moreninha II, em Campo Grande (MS), Lourival Flores desceu do carro e, de cabeça baixa, perguntou se poderia levar uma máscara de tecido distribuída durante o mutirão do Sistema Fiems, por meio do Sesi e Senai, realizado nesta sexta-feira (24/07) em sete regiões da Capital. “Leva para família toda”, disse uma das voluntárias, entregando mais máscaras para Lourival Flores. “Agora só tem eu lá em casa”, respondeu ele, que, ainda assim, pegou mais máscaras.

E então Lourival contou que estava na rua para resolver pendências do velório da esposa, que faleceu após exatos 30 dias internada no HR (Hospital Regional Rosa Pedrossian). E emendou com apelo. “É muito importante usar a máscara. Tem gente que não está levando essa Covid a sério”, continuou Lourival Flores, que também pegou a doença, mas desenvolveu sintomas mais leves. “Ontem (23/07) recebi a ligação do Regional me dando a notícia. E foi ontem também que comprei uma máscara, a primeira que tive até agora. Obrigada por me darem essas também”, agradeceu.

Com mais de 7 mil casos registrados e 81 óbitos causados pela Covid-19 somente em Campo Grande, conforme o painel da Ministério da Saúde, os números viraram histórias pelas ruas da Capital. Não é difícil encontrar alguém que conhece alguém próximo que testou positivo. “Perco a venda, mas não deixo entrar na loja sem máscara”, contou o comerciante Sidnei Vieira, que tem uma loja de bicicletas e aproveitou o mutirão para retirar uma máscara. “O número de casos está aumentando e pode ter muita gente doente e que nem sabe. Por isso tem que usar máscara sempre”, reforçou.

Mutirão

O mutirão realizado na quinta-feira (23/07) e sexta-feira (24/07) faz parte de mais uma ação da campanha “Se Puder Fique em Casa, Se For Sair Use Máscara”, promovida pelo Sistema Fiems, por meio do Sesi e Senai, desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Nesta etapa, foram distribuídas 50 mil máscaras nas sete regiões de Campo Grande nos bairros Parque Lageado, Universitário, Vila Popular, Tarumã, Jardim Noroeste, Nova Lima, Moreninhas II, Centro-oeste, Nova Campo Grande, São Conrado, Estrela Dalva e Vila Nasser.

Ao longo de toda a campanha já foram entregues 330 mil máscaras distribuídas, 70 mil delas somente na Capital e 260 mil nos municípios de Mato Grosso do Sul onde há maior índice de casos de Covid-19. A meta do presidente da Fiems, Sérgio Longen, é chegar a 500 mil máscaras entregues. “Essa é a forma que a iniciativa privada encontrou para auxiliar o poder público e a população a superar este momento de crise na saúde e econômica. A OMS (Organização Mundial da Saúde) e o Ministério da Saúde recomendam o uso da máscara como uma segura e eficaz barreira de proteção contra a disseminação do vírus. Distribuir as máscaras é uma das frentes de atuação que nós, enquanto iniciativa privada, atuamos para auxiliar o poder público e a população e vencer essa pandemia”, declarou.

“As ações do Sistema Fiems de auxílio ao combate da pandemia do novo coronavírus tiveram início na indústria do Estado, passando pelo suporte aos municípios e, agora, estamos atuando diretamente junto à população. Além da distribuição das máscaras, a equipe do Sistema Indústria conscientiza as pessoas sobre a importância do uso da máscara como uma importante barreira de contenção das partículas que proliferam o vírus e distribui panfletos contendo orientações sobre o uso de álcool gel e higienização correta das mãos”, completou o gerente de Saúde e Segurança do Trabalho do Sesi, Michel Klaime Filho.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.