Em cerimônia 100% online, IEL certifica 51 empresas de quatro cidades no PQF

A cerimônia foi realizada de forma 100% online por meio da plataforma TEAMS, da Microsoft – Reprodução

Nem a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) foi capaz de atrapalhar e, depois de um “choque de gestão” quase que totalmente de forma remota, 51 micro e pequenas empresas das cidades de Água Clara (MS), Campo Grande (MS), Ribas do Rio Pardo (MS) e Três Lagoas (MS) foram certificadas, na noite desta quinta-feira (22/10), por terem concluído o PQF (Programa de Qualificação de Fornecedores), oferecido pelo IEL em parceria com o Sebrae/MS. A cerimônia foi realizada de forma 100% online por meio da plataforma TEAMS, da Microsoft.

Ao abrir o evento, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, destacou que o PQF existe há mais de 10 anos e faz parte das ações da Federação que busca integrar cada vez mais empresas à indústria de Mato Grosso do Sul. “Cada vez mais a indústria se consolida e tem apresentado números positivos na sua cadeia de desenvolvimento e geração de emprego. Nesse contexto, programas como o PQF são de extrema importância e, por isso, vamos manter programas de apoio às empresas e ampliar algumas ações em 2021 e 2022, que trarão mais competitividade para as nossas empresas”, afirmou.

Na avaliação do superintendente do IEL, José Fernando do Amaral, a certificação 100% online é mais um marco inédito na trajetória do Programa, assim como foram as auditorias remotas, realizadas com 47 das 51 empresas. “É a chancela de que empresas qualificadas ao longo de 12 meses se dedicaram para implementar o seu Sistema de Gestão da Qualidade na busca de tornar-se competitivas não só no fornecimento para as grandes indústrias, mas também em seu negócio”, disse.

Ele completa que, quando começou a pandemia, era muito mais fácil suspender o PQF, mas o IEL e os parceiros foram corajosos e, ao lado da Suzano, resolveram assumir esse desafio. “Hoje, essas empresas se tornaram capacitadas para fornecer para grandes empresas. O que pudemos perceber é uma total transformação das empresas que passaram pelo PQF ao longo destes 13 anos. Elas saem de uma gestão primária para ingressar em um nível altíssimo”, ressaltou.

Para o diretor de operações do Sebrae/MS, Tito Estanqueiro, a certificação online do PQF representa um marco na história das empresas participantes do programa, principalmente neste ano atípico que foi 2020. “As empresas souberam reconhecer os desafios impostos e superá-los com maestria, encerrando a participação no PQF com mensagem de otimismo e sem perder o foco. Aproveito para reafirmar nosso compromisso com 2021 e 2022 em desenvolver a cadeia produtiva de valor do nosso Estado, gerando mais emprego e renda”, declarou.

Âncoras

Para garantir a realização do PQF durante a pandemia, foram disponibilizados 20 auditores da Suzano, que atuaram para desenvolver um novo modelo remoto de auditorias. “Ao lado do IEL e das demais empresas-âncoras, pensamos diferente e realizamos um novo modelo de auditorias remoto, algo totalmente inovador. Com isso, conseguimos a participação de auditores de outros estados, algo incomum e que contribuiu ainda mais para o sucesso desta edição mesmo com a pandemia”, destacou o coordenador de suprimentos da Suzano, Gustavo Salvador.

O gerente da Amcor, Gustavo Ferreira, que também participou do evento, reforçou a importância de as empresas fornecedoras buscarem sempre qualidade de gestão para se manterem competitivas. “Quero parabenizar a todos que se empenharam e se dedicaram e hoje comemoram essa certificação e dizer que estamos de portas abertas para ajuda-los”, declarou.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia de Três Lagoas, José Aparecido Moraes, lembrou que a Prefeitura faz parte do PQF desde o início do programa, ajudando a qualificar empresas da região e contribuindo para o desenvolvimento local. “Ficamos muito felizes ao ver que das 51 empresas certificadas nesta noite, 35 são de Três Lagoas, reforçando o nosso compromisso com o desenvolvimento”, pontuou.

Para a gerente de fomento e empreendedorismo da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de Campo Grande), Patrícia Sarapiva, o momento merece ser comemorado principalmente por todas as dificuldades enfrentadas durante 2020. “Diante dos desafios vêm as oportunidades e essas empresas participantes do PQF souberam aproveitar o momento de se qualificar e buscar a melhoria de seus processos e com certeza sairão na frente nesse momento de retomada para a economia, ajudando a desenvolver ainda mais a economia local”, disse.

Empresas certificadas

Representando as empresas certificadas, a empresária Máyra Golin Rodrigues, da Arater, de Campo Grande, destacou que todas as participantes do PQF tiveram sorte por estarem implantando o Sistema de Gestão de Qualidade quando chegou a pandemia do coronavírus. “Falo em sorte porque já estávamos com os processos mais organizados e não sofremos os impactos de forma tão significativa. Aprendemos com o PQF que a busca por uma gestão de qualidade é um trabalho que só começou e é um processo de melhoria contínua”, declarou.

Para o empresário Gustavo Carvalho do Val Bispo, um dos sócios da Consult SST, de Três Lagoas, o PQF proporcionou uma melhora significativa na parte organizacional da empresa. “Com as consultorias mensais, enxergamos com mais clareza a importância de os processos estarem alinhados ao fluxo de trabalho diário e conseguimos dar agilidade aos atendimentos sem pular etapas de cada processo. Hoje somos outra empresa, estamos em processo de evolução diária com metas e procedimentos pré-definidos”, salientou.

Na mesma linha, a gerente administrativa da Fibracon, de Campo Grande, Eliane dos Santos Breda, também destacou as mudanças que as consultorias do PQF ajudaram a fazer. “Tínhamos pouco controle dos processos operacionais e problemas com a comunicação interna, que depois de participar do PQF conseguimos solucionar. Foi graças à consultoria que tivemos a oportunidade de nos enxergar melhor como empresa e melhorar nossos processos, além de obter muito mais conhecimento”, finalizou.

O PQF

Desde que começou em Mato Grosso do Sul, em 2008, o PQF resultou na movimentação de mais de R$ 1,15 bilhão em negócios e atendeu 456 micro e pequenas empresas, que foram qualificadas para fornecer e prestar serviços às chamadas empresas âncoras, a Suzano, Amcor e Sebrae, além das prefeituras de Campo Grande, Três Lagoas, Ribas do Rio Pardo. Destas, 279 já receberam os certificados.

No total, foram 39 mil horas de consultorias, 15.300 horas em diagnósticos, avaliações e auditorias e 464 pessoas formadas como auditoras da Norma ISO9001, na qual o programa se baseia. Para que atendam com precisão às expectativas das empresas-âncora, as empresas-fornecedoras participantes do PQF passam por um detalhado processo de qualificação.

Primeiro, o IEL constitui um comitê gestor local para conduzir o programa no ambiente empresarial em que ele será implementado, além da determinação de um plano de qualificação a ser desenvolvido. Em seguida, cada empresa participante passa por uma etapa de diagnóstico, a partir de requisitos definidos pelas empresas-âncoras, e o IEL avalia quais aspectos do negócio podem ser aprimorados.

Na etapa de desenvolvimento do programa, o IEL atua em duas frentes – capacitações e consultorias. As capacitações são coletivas, dirigidas a todas as empresas fornecedoras participantes, enquanto as consultorias são individuais, realizadas em cada empresa. Então, é chegado o momento da certificação. Por meio de auditorias independentes, verifica-se se os requisitos estabelecidos para todas as áreas de gestão do programa são atendidos.

A atividade de auditoria também envolve a identificação e preparação de auditores, a elaboração de procedimentos, o planejamento e a programação de auditorias para aprovação pelo comitê gestor local. As empresas fornecedoras que obtiveram aprovação no processo de certificação durante as auditorias realizadas – índice que chega a 97% das participantes.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.