Em Campo Grande, trio invade casa, rouba R$ 117 mil, mas bate caminhonete na fuga e são presos

Dinheiro e caminhonete foram recuperados, mas o par de alianças e uma corrente de ouro desapareceram – Foto: Batalhão de Choque

Uma família do Bairro Universitário viveu momentos de terror ao ter sua casa invadida por um trio de assaltantes nesta quarta-feira (11) em Campo Grande. Um dos bandidos, que estava armado, amarrou o casal no banheiro, enquanto os comparsas roubavam R$ 117.757,00, US$ 27, jóias, dois celulares Samsung S8 e um notebook marca Micpoboard. No entanto, durante a fuga com a caminhonete das vítimas, o trio perdeu o controle da direção e bateu o veículo em um poste. As informações são do portal Campo Grande News.

Segundo o proprietário da casa, de 38 anos, ele entrava na residência por volta das 22h30, quando três homens entraram com ele e anunciaram o assalto. Na casa estavam ele, a esposa, de 48 anos, e duas crianças, de 8 e 10 anos, que dormiam em um dos quartos.

Um dos bandidos estava armado e amarrou o casal, enquanto os outros dois comparsas efetuavam o roubo. Porém, quando tentaram fugir com a caminhonete Hilux, branca, uma viatura policial passava pela região.

“Na hora que eles foram sair, trancaram eu e minha esposa no banheiro, pegaram a caminhonete e fugiram. A sorte é que eles deram de cara com uma viatura da polícia”, disse o dono.

Uma equipe do Batalhão de Choque da Polícia Militar, que fazia rondas pela região, iniciou uma perseguição. Durante a fuga, o trio perdeu o controle da direção e na altura das Ruas Vitor Meireles com Paraisópolis, colidiram contra um poste.

Os assaltantes foram presos e a polícia ainda está em diligências em busca de mais envolvidos.
O dinheiro e a caminhonete foram recuperados, mas o par de alianças e uma corrente de ouro desapareceram. O dono da casa foi ferido com coronhada na cabeça.

Segundo um policial do Batalhão de Choque, a equipe decidiu abordou a caminhonete, pois o condutor estava em alta velocidade. Na abordagem, os militares constataram que os três envolvidos assaltantes eram foragidos da Justiça e, além da prática de crimes aleatórios, todos têm passagens por tráfico de drogas.

À polícia, eles confessaram o roubo, levaram os policiais até a casa, onde foi feita o resgate da família. As crianças estavam trancadas no quarto.