Em acordo com Sinovac, Conmebol anuncia 50 mil doses de vacina para jogadores

Laboratório chinês doará doses de seu imunizante contra a Covid-19 que serão aplicadas nos principais clubes masculinos e femininos do futebol sul-americano

A Sinovac é a desenvolvedora da Coronavac – Foto: EPA

A Conmebol anunciou nesta terça-feira (13) um acordo com a farmacêutica chinesa Sinovac Biotech para receber, em forma de doação, 50 mil doses de sua vacina contra a Covid-19 que serão aplicadas em jogadores dos principais clubes masculinos e femininos do futebol sul-americano. As informações são da CNN Brasil.

A Sinovac é a desenvolvedora da Coronavac, vacina que é produzida no Brasil em parceria com o Instituto Butantan. Como a vacina é aplicada em duas doses, a doação para a Conmebol será suficiente para imunizar até 25 mil pessoas – sem considerar eventuais perdas.

“É a melhor notícia que a família do futebol sul-americano pode receber, à qual devemos nossos melhores esforços na Conmebol”, afirmou, em nota, o presidente da organização, Alejandro Domínguez.

“Este é um grande passo para derrotar a pandemia de Covid-19, mas de forma alguma significa que estamos baixando a guarda. Vamos manter o nosso trabalho responsável, que nos permitiu concluir os nossos torneios com tranquilidade e sem alterar os formatos”, completou.

O dirigente agradeceu o que chamou de “gesto de solidariedade” da Sinovac por entender que o futebol é uma “atividade fundamental para a economia, a cultura e a saúde física e mental dos sul-americanos”.

A nota da Conmebol informa ainda que os detalhes logísticos e operacionais do processo de vacinação serão devidamente informados, em coordenação com as associações membro, em data futura.

A confederação também agradeceu aos esforços do presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, além de outros membros do governo uruguaio e da Associação Uruguaia de Futebol, “pela gestão ágil e eficiente dessa conquista sem precedentes no futebol mundial”.

“A Presidência do Uruguai, em seu claro compromisso com o apoio ao esporte, abnegadamente ofereceu seus bons ofícios para mediar perante a Sinovac. Nenhuma outra confederação no mundo conseguiu ter os imunizantes disponíveis para iniciar um processo de vacinação em massa.”

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.