Egressa da UFGD segue para o Mestrado em Gestão da Engenharia na Hungria

Mariana com os docentes da FAEN Márcio Rogério Silva, Rogério da Silva Santos e Wagner da Silveira – Divulgação

A egressa do curso de Engenharia de Produção da UFGD, Mariana Ruhoff, foi selecionada para o Mestrado em Gestão da Engenharia na Universidade de Debrecen, na Hungria, através do programa “Stipendium Hungaricum Scholarship Programme”, de mestrado e doutorado e curso de línguas no qual o governo húngaro oferece bolsas para estrangeiros. Mariana teve como avaliador o professor da Faculdade de Engenharia (FAEN/UFGD), Wagner da Silveira.

Segundo Mariana, os estudos em Debrecen têm foco para a indústria. Ela já está no segundo semestre fazendo sete disciplinas. “Aqui a pós-graduação é uma extensão da graduação, a pesquisa é só no último ano. A faculdade é gratuita e o governo húngaro nos garante uma bolsa que cobre acomodação e alimentação. E o estágio fazemos em empresas externas programado para o verão europeu”, explicou.

Mariana fica em Debrechen por dois anos. Para ela, o mestrado vai abrir mais portas no exterior. “Eles valorizam mais um diploma daqui. E eu também pretendo no futuro entrar na área acadêmica e foi uma ótima oportunidade pois a bolsa cobre todos os gastos. No Brasil é difícil conciliar mestrado e trabalho”, enfatizou.

Quando acadêmica, Mariana integrou o programa Ciência sem Fronteiras e foi estagiária na empresa Raizen, que atua no ramo da produção de açúcar e etanol, através da intermediação dos docentes da FAEN, Marcio Rogerio da Silva e Rogério da Silva, que entraram em contato com empresas para parcerias de estágio para os estudantes da Engenharia de Produção.

“Com esse processo inovador, empresas indo para a UFGD para contratar nossos alunos, a acadêmica na época Mariana Ruhoff foi contratada como estagiária da Raizen com outros alunos do curso de Engenharia de Produção” disse o professor Wagner que também foi orientador de Mariana no seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), que pesquisou a Engenharia de Qualidade. O trabalho foi muito elogiado pela banca, culminando uma nota 10 de todos os avaliadores.

Após o término do estágio, Mariana Ruhoff foi contratada pela Raizen. “Isso nos deixou felizes, pois foi através de uma aproximação da FAEN/UFGD com o setor produtivo da região que conseguimos auxiliar nossos alunos em sua formação e futura contratação”, enfatizou o docente.