Dr. Diogo Castilho pede informações sobre o Previne Brasil em Dourados

Vereador Dr. Diogo Castilho (DEM) – Assessoria

Considerando que a portaria nº 2.979, de 12 de novembro de 2019, institui o programa Previne Brasil, que determina modelo de financiamento de custeio da atenção primária à saúde no SUS (Sistema Único de Saúde), o vereador Dr. Diogo Castilho (DEM), solicitou à Prefeitura de Dourados informações sobre o modelo de funcionamento do programa na maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul.

O parlamentar pediu cópia impressa e digitalizada do Plano Estratégico de Implantação do Programa Previne Brasil; quais são atualmente as equipes que trabalham no program;, se há estrutura física adequada para trabalhar e atender a população e se há profissionais suficientes para atender os objetivos do programa, como ESFs (Estratégia Saúde da Família) e APSs (Atenção Primária à Saúde).

O documento endereçado ao prefeito Alan Guedes (PP), aos secretário municipal de Governo e Gestão, Henrique Sartori, e ao secretário interino de Saúde, Edvan Marcelo, cita a precarização dos serviços ofertados em algumas ESFs e APSs, como falta de médico, dentista e até agente comunitário. Diante disto, Dr. Diogo questiona qual seria a solução para acrescentar estas unidades dentro do que determina a portaria do Ministério da Saúde.

“Com a escassez de agentes comunitários de saúde, qual o plano de contingenciamento da Secretaria Municipal de Saúde para cadastrar e atingir os dados exigidos pela portaria, bem como evitar de ter o recurso suspenso?”, questiona ainda o democrata.

Dr. Castilho, por fim, menciona a importância dos agentes comunitários que realizam a atenção primária nos postos de saúde, mas também nas residências, e que são os investimentos adequados que farão esse serviço ter “mais qualidade para a população”.

Outros

O vereador também apresentou indicações de tapa-buraco e iluminação pública. Sendo esta primeira demanda, para atender a região da rua Melvin Jones, no Jardim América. A malha asfáltica está cheia de buracos e a via é o principal acesso à Escola Imaculada Conceição, ao Hospital Santa Rita, e serve também como ‘saída’ para as ruas Monte Alegre, avenida Weimar Gonçalves Torres, Marcelino Pires e Ponta Porã.

Quanto à iluminação, atenderá as ruas Antônio Miguel, Conceição Maria, Yolanda Karru, Aurola Lelles da Rocha, Chiquito Pedro, Agenor Inocêncio, Gumercindo Torres e Antônio Peres de Oliveira, todas, no distrito de Panambi, em Dourados.

“Em visita ao local, nos deparamos com o distrito entregue à escuridão, diversos pontos das ruas sem iluminação pública, deixando a população à mercê da insegurança e sem qualquer expectativa de construir uma nova história”, finaliza o democrata.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.