Banda de PunkRock/Hardcore é a principal atração da noite do Festival de Música que acontece dia 21 de setembro

CPM 22 é a atração principal do 3º Distrito 67 Music Festival – Divulgação

O Distrito 67 Music Festival chega neste ano à sua terceira edição. O maior festival do universo custom de Mato Grosso do Sul, que tem como tema o estilo de vida customizado, anuncia sua programação que a cada ano surpreende o público. Serão mais de 12 horas de diversão para toda a família. Nesta edição, além das bandas regionais haverá ainda a presença da atração nacional, CPM 22. O evento acontecerá dia 21 de setembro, no Rota Acústica.

Na programação do Distrito 67 que começa a partir do meio dia, muito rock, gastronomia e motos iradas. Serão cinco atrações musicais, sendo quatro regionais e uma nacional: Blueasy, Corvo e os Malditos, Cassino Boogie, Naip e CPM 22. Por falar em CPM 22, O espírito da banda atravessou a fronteira das gerações e isso se comprova a cada show, onde é cada vez mais natural ver pai e filho, em meio à massa de camisa preta, entoando cada refrão da música.

Para o show em Campo Grande, a banda traz a turnê “Suor e Sacrifício”, um álbum maduro que mostra a evolução da banda, após algumas mudanças na formação. “Combustível” (Luciano Garcia) abre o disco queimando o asfalto, arrebentando tudo pelo caminho. É CPM 22 clássico, que os fãs conhecem, uma música para abrir a roda nos shows. “Ser mais Simples” (Phil Fargnoli), o primeiro single, agradou quem ansiosamente esperava material novo dos caras.

Quem cresceu ouvindo a banda, com certeza irá se identificar com o punk rock melódico e cheio de atitude de “Linha de Frente” (Ricardo Galano / Badauí). Falando em fãs, estes ainda ganham um belo tributo na música “A Esperança não Morreu” (Ricardo Galano / Badauí / Luciano Garcia), uma das melhores do álbum. Em “Never Going To Be The Same” (Ricardo Japinha / Trever Keith), Badauí divide os vocais com ninguém menos que Trever Keith, líder da veterana banda americana Face to Face.

Mas o auge é a música “Honrar seu Nome” (Phil Fargnoli / Badauí), dedicada ao pai do Badauí, que faleceu em 2016. “Suor e Sacrifício” fecha com o hino “Todos por Um” (Luciano Garcia / Badauí), que certamente será cantado em uma só voz nos shows. As outras quatro bandas regionais estão preparando um repertório que promete não deixar ninguém ficar parado.

Além das atrações musicais, o evento conta ainda com uma grande estrutura para garantir o conforto e segurança durante as mais de 12 horas de duração, incluindo lounges, praça de alimentação, estandes de produtos e serviços, Espaço Kids e exposição de motos. Diversão para toda a família e para todas as tribos que se interessam pelo universo customizado, que inclui barbas estilosas, tatuagens, motos personalizadas, roupas e acessórios old school.

A realização é do Distrito 67, oferecimento Budweiser, com patrocínio da Audi, Ducati, Suco Viva Feliz e apoio da Start Standes e Eventos e Tendência Estruturas para Eventos. Os ingressos custam R$ 40 no primeiro lote e já estão sendo vendidos na 262 Kustom Shop – Loja 1 (Rua 13 de junho, 9450 –  Loja 2 (Rua Vitório Zeola, 428, Carandá Bosque) – Loja 3 (Shopping Campo Grande); El Camino Motos (Rua Joaquim Murtinho, 2977); e Clan Bier (Rua Dr. Zerbini, 464, Chácara Cachoeira, a partir das 18h). Outra facilidade é a venda de ingressos on-line pelo Ingresso Nacional.

CPM 22 é: 

Fernando Badaui (voz)

Luciano Garcia (guitarra e backing vocals)

Ricardo Japinha (bateria e backing vocals)

Fernando Sanches (baixo)

Phil Fargnoli (guitarra e backing vocals)