Diretor da Sanesul se reúne com prefeita de Dourados para tratar dos investimentos em saneamento na cidade

Novas redes estão sendo implantadas junto ao meio fio, evitando cortes no asfalto durante as manutenções – Divulgação/Sanesul
Novas redes estão sendo implantadas junto ao meio fio, evitando cortes no asfalto durante as manutenções – Divulgação/Sanesul

Durante a execução destas obras, é necessário fazer a interligação das redes novas e por isso, estão sendo realizadas paradas programadas no abastecimento

O diretor Comercial e de Operações da Sanesul, Onofre Assis, se reuniu com a prefeita de Dourados, Délia Razuk, em seu gabinete na Prefeitura, para tratar das obras que a Empresa de Saneamento está executando no município. Durante o encontro, foram apresentados projetos e cronogramas de atuação da Sanesul em Dourados.

O Governo do Estado, através da Sanesul, está investindo R$ 93 milhões, recursos próprios da Empresa, na ampliação do sistema de abastecimento de água. Durante a execução destas obras, é necessário fazer a interligação entre as redes novas e as antigas, e por isso, estão sendo realizadas paradas programadas no abastecimento, também em locais pré-determinados.

“A reunião foi muito produtiva, tivemos muita receptividade e é muito bom fazermos o alinhamento e a troca de informações para mostrarmos as melhorias que estão sendo feitas, com planejamento. Apresentei para a prefeita Délia um mapa da cidade com todos os sistemas de distribuição de água e onde constam os projetos das obras que estamos executando, para esclarecer o trabalho que a empresa vem realizando. Por conta do grande volume de investimentos, temos obras em toda a cidade e temos que interromper o abastecimento para interligar as novas redes”, disse o diretor.

Onofre explica que a Sanesul também dividiu o sistema da cidade em distritos para evitar que o abastecimento de grandes áreas fosse interrompido de uma só vez. “Inclusive fomos elogiados pela equipe da Prefeitura por conta disso. Também estamos fazendo o remanejamento da rede para junto do meio fio para evitar cortes futuros no asfalto, e também temos como meta, colocada pelo presidente Luiz Rocha, fazer a recomposição do asfalto assim que finalizamos os serviços, o que tem dado certo, diminuiu os transtornos para a população”, completa.

A equipe da Sanesul também anunciou para a chefe do executivo que está em processo de licitação um novo poço com capacidade de produção de 250 mil litros de água por hora para atender os bairros Maracanã, Ouro Verde, Piratininga, Cananã I, Monte Líbano, Parque das Naçoes I, Vila Guarani e imediações.Esta obra faz parte do lote 14 dos R$ 93 milhões de investimentos da ampliação do sistema de abastecimento.

“Para que possamos fazer as melhorias, temos que paralisar o sistema. Estamos dando preferência para fazer os serviços no período da noite, final de semana, mas tem momentos que não tem jeito. Além disso, dado a complexidade dessas interligações, nossos próprios funcionários estão fazendo o trabalho, porque eles tem expertise nisso”, conta o diretor da Sanesul.

O gerente regional da Sanesul em Dourados, Paulo Nepomuceno e o gerente de Sistemas de Abastecimento de Água, Elthon Teixeira também participaram da reunião, além do secretário Tahan Sales Mustafa e de Jorge Torraca, engenheiro da Secretaria de Obras Públicas, de Joaquim Soares, secretário de Serviços Urbanos e do diretor-presidente do Imam, Fabio Luís.

Regularização de ligações

As áreas invadidas de Dourados também foram tema da reunião. Cerca de cinco mil famílias estão alojadas nestas áreas e fazendo ligações de água irregulares, o que prejudica todo o sistema de abastecimento de água da cidade, contribuindo inclusive com os vazamentos de água tratada. A Prefeitura se comprometeu a criar uma agenda para regularizar essas moradias para que a Sanesul possa fazer a regularização do fornecimento de água para essas pessoas.