A independência financeira é um dos maiores sonhos dos jovens que estão iniciando a vida adulta. Para muitos, o primeiro passo para iniciar esse novo ciclo é sair da casa dos pais e assumir as responsabilidades dessa nova rotina. Algumas pessoas, porém, adiam esse momento por pensar que é necessário ter uma renda muito alta para morar sozinho.

Mesmo que você ainda esteja no começo da sua carreira e ainda não tenha um salário alto, com um pouco de organização, é possível colocar esse projeto em prática! Veja algumas dicas para começar a se preparar!

Economize um pouco de dinheiro antes

Antes de sair da casa dos seus pais, guarde um pouco de dinheiro para cobrir os gastos com móveis e eletrodomésticos ou para garantir suas contas em caso de imprevistos, como perda de emprego, por exemplo. A dica é guardar o equivalente a três meses de despesas, no mínimo.

Caso você já tenha algum dinheiro guardado, aplique-o em um investimento simples e guarde a renda para ter uma garantia.

Encontre um aluguel que caiba no seu bolso

Antes de começar a procurar por um imóvel, defina quais são as suas prioridades, como estilo de casa, tamanho, localização etc. Às vezes, é necessário abrir mão de alguns fatores, como, por exemplo, escolher um local menor para que ele se adeque ao seu orçamento.

Tente começar de maneira humilde e não escolha um imóvel com custos maiores do que você pode sustentar.

Aposte em liquidações para mobiliar a casa

Se, além de arcar com os custos do aluguel, também for necessário mobiliar a nova casa, a dica é investir primeiro nos itens essenciais e adquirir o restante depois. Além disso, aposte em liquidações e aproveite as vantagens que algumas lojas oferecem, como, por exemplo, ganhar um ventilador ao comprar uma TV em promoção. Alguns estabelecimentos também oferecem grandes descontos para compras à vista. Caso você tenha algum dinheiro guardado, evite parcelar em muitas vezes e pagar juros.

Procure amigos para dividir as despesas

Dividir a casa com amigos que também procuram um local para morar pode ser uma solução divertida para reduzir os gastos. Além de ter uma companhia para enfrentar essa nova fase, você também terá um parceiro para dividir o aluguel e as contas.