Denize Portolann se posiciona a favor da reabertura das igrejas e do “kit Covid-19”

Denize apoia a reabertura das igrejas e a distribuição do “kit Covid-19” – Foto: Arquivo

A vereadora Denize Portolann (PSDB), durante a sessão ordinária da Câmara de Dourados, posicionou-se favorável à reabertura dos templos religiosos e igrejas do município. Ainda solicitou à Prefeita que distribua o “kit Covid-19” aos pacientes diagnosticados com o Coronavírus, já no início do tratamento.

Denize afirma que o papel da igreja, especialmente neste tempo que estamos vivendo, é essencial e indispensável, o que a motiva, como vereadora, a somar esforços para que elas possam atuar sem restrições no município.

“Como cristã, não poderia me posicionar de modo diferente. Sei que o momento é delicado, as autoridades públicas e a população não podem se furtar da responsabilidade em combater essa pandemia, mas não é fechando às igrejas que a situação será resolvida. Precisamos discutir o assunto com responsabilidade, sem restringir o direito de ir e vir, principalmente sem restringir o sagrado direito da liberdade religiosa”, ressalta Denize.

Com relação ao “kit Covid-19”, Denize soma esforços a outros vereadores que têm discutido a distribuição do kit de medicamentos, usados em diversos Estados no estágio inicial da contaminação de pacientes com coronavírus. Esse protocolo tem sido defendido por diversos especialistas e, conforme a vereadora, tem gerado bons resultados no combate aos efeitos do Covid-19.

“O assunto foi discutido em seminário da Câmara Municipal, no dia 6 de julho, onde ficou demonstrado a possibilidade do uso no início do tratamento, de fármacos como hidroxicloroquina, ivermectina, vitaminas D e zinco, entre outros medicamentos que tem sido incluído por outras regiões. Inclusive a nossa Capital já solicitou ao presidente Jair Bolsonaro o envio do fármaco para o uso nos pacientes diagnosticados com coronavírus”, comentou a vereadora.

Para Denize, a implementação do protocolo para a distribuição do “kit covid-19” em Dourados é de extrema importância. “O momento que vivemos é crítico e a nossa população espera uma atitude firme e rápida da classe política, como vereadora não vou me furtar a cobrar e lutar para que tenhamos um tratamento que evite outras mortes”, finalizou.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui