Daniela mobiliza Dourados para ações do Setembro Amarelo

Daniela Hall destaca ações durante o Setembro Amarelo - Divulgação
Daniela Hall destaca ações durante o Setembro Amarelo – Divulgação

Vereadora também cobra rede de proteção contra a depressão e suicídio e propõe implantação do serviço 141.

A vereadora Daniela Hall (PSD) está mobilizando Dourados para ações que ocorrem no município em alusão ao “Setembro Amarelo”, mês de prevenção a depressão e ao suicídio. A vereadora destacou que durante o mês serão realizadas palestras na Unigran, um curso de prevenção ao suicídio, campanha de conscientização na Praça Antônio João, entre outras atividades. O encerramento será no dia 29, com palestras. As ações foram anunciadas na Tribuna Livre da última sessão da Câmara pelo acadêmico de psicologia e coordenador do Setembro Amarelo, Sandro de Toledo.

A vereadora também está buscando parcerias para a implantação de um dos serviços mais respeitados e importantes de apoio emocional e prevenção do autoextermínio: o Grupo Amor e Vida (GAV-141). A entidade, que atendia de forma gratuita na cidade através do Centro de Valorização da Vida (CVV) fechou as portas em 2010 por falta de incentivos públicos.

Daniela também vereadora também pediu para a Prefeitura de Dourados um protocolo de alerta nas equipes de Saúde da Família e unidades de saúde para identificar adolescentes em situação de depressão, ou vulneráveis a grupos suicidas como o da Baleia Azul para encaminhar para atendimento especializado.

A vereadora sugere que a Prefeitura avalie a possibilidade de contratar psicólogos, com aval do Ministério Público, para treinar equipes e elaborar uma grande rede integrada na Educação, Saúde, Assistência Social, Cultura e Esportes. Nas escolas essa equipe iria ajudar a desenvolver métodos criativos junto com professores para atividades preventivas junto com os alunos como jogos educativos, palestras, peças de teatro, excursões educativas, desenhos indutivos e reuniões com os pais, para que os mesmos possam identificar os primeiros sinais da depressão e procurar ajuda especializada.

Na assistência Social as equipes de especialistas treinariam as equipes para identificar junto aos programas sociais, a exemplo do Bolsa Família, adolescentes em situação de vulnerabilidade. A proposta também tem o objetivo de reunir clube de mães e lideranças religiosas para ajudar a levar informações aos pais e orientá-los. A vereadora também pediu para a Prefeitura disponibilizar uma sala e voluntários para serem treinados pelo GAV e assim oferecerem o serviço de orientação e prevenção a depressão em Dourados. Daniela também solicitou um serviço 0800 para que depois que toda a rede estiver integrada, as pessoas possam ser orientadas sobre os atendimentos disponíveis.

Daniela Hall vem se colocando a disposição para ajudar a implantar um centro especializado em atendimento psicológico em Dourados, se a Prefeitura entender necessário. “Entendo que temos que prevenir tragédias em nossa cidade e não ficar esperando que elas aconteçam para só depois tomarmos uma iniciativa. Temos que levar informações aos pais e criar maneiras de tratar a depressão das pessoas que está destruindo vidas. Nossa gente merece um atendimento especializado e de qualidade”, explica Daniela.