Representantes dos clubes se encontraram na noite dessa segunda-feira em Montevidéu; Raposa ainda quer o perdão da dívida que tem com o Defensor e o Atenas pela compra do meia

A novela envolvendo o meia Arrascaeta deve ganhar mais alguns capítulos. Isso porque o encontro entre representantes de Cruzeiro e Flamengo, em Montevidéu, no Uruguai, na noite de segunda-feira, terminou sem acordo. O empresário André Cury representou a Raposa na reunião, que teve Bruno Spindel, CEO do Flamengo, e Daniel Fonseca, empresário do jogador.

A diretoria cruzeirense não abre mão de receber 10 milhões de euros (aproximadamente R$ 43 milhões) pelos 50% dos direitos que é detentor (sendo que 25% é do clube mineiro e 25% do investidor), além do perdão da dívida de 4 milhões de euros que tem com os clubes uruguaios Defensor e o Atenas, referentes à compra do meia em 2016. Um novo encontro vai acontecer nesta terça-feira na capital uruguaia.

A novela

No dia 3 de janeiro, Arrascaeta desembarcou em Belo Horizonte para se reapresentar ao Cruzeiro. Segundo Itair Machado, durante a reapresentação do elenco, o empresário de Arrascaeta, Daniel Fonseca, foi à Toca da Raposa com a proposta do Flamengo em mãos por 50% dos direitos do jogador – 25% pertence ao Cruzeiro e os outros 25% pertencem ao investidor. O jogador participou do início da reunião, mas logo deixou o CT, sem se reapresentar com o restante do elenco. A direção do Cruzeiro não gostou da postura do meia e de seu agente.

Desde então, Arrascaeta não participou das atividades com o elenco. O clube anunciou que irá multar o atleta pelas faltas diárias. Depois do litígio na última quinta-feira, o empresário que trabalha com Arrascaeta não mais manteve contato com a diretoria do Cruzeiro.

Do Globo Esporte