Cruz Vermelha arrecada doações para desabrigados da cheia de Porto Murtinho e Região

A Cruz Vermelha Brasileira Filial Mato Grosso do Sul está lançando uma campanha de arrecadação de doações para os desabrigados da cheia do Rio Paraguai em Porto Murtinho. Esta é a primeira ação da entidade no ano de 2018.

De acordo com relatório da Defesa Civil estadual, no estado 11.326 pessoas foram afetadas de algum modo pelo grande volume de chuvas dos últimos dias e que 13 cidades em decorrência dos estragos decretaram situação de emergência: Coronel Sapucaia, Deodápolis, Batayporã, Novo Horizonte do Sul, Itaquiraí, Japorã, Eldorado, Rio Verde de Mato Grosso, Miranda, Bataguassu, Porto Murtinho, Sete Quedas e Tacuru.

A situação mais grave é a de Porto Murtinho, onde o alagamento de casas do bairro Cohab e na região do quilômetro 6 desabrigou ou desalojou mais de 600 pessoas. A Defesa Civil enviou na madrugada desta sexta-feira (29) 100 kits de cesta básica, colchões, cobertores e travesseiros para as vítimas.

Segundo o presidente da Cruz Vermelha Brasileira MS, Tácito Nogueira, doações como alimentos, material de limpeza e roupas são bem vindos e necessários, porém não é uma urgência. “Pelas tratativas que tivemos com o prefeito de Porto Murtinho e com a Defesa Civil, a necessidade de alimentos, ao menos por ora, está resolvida. Vamos focar na doação de material de higiene básica, que são itens que são deixados de lado, mas que são imprescindíveis para o dia-a-dia, visando manter as pessoas em condições básicas de higiene, portanto, de saúde”, afirma Tácito.

O presidente ainda afirma que está entrando em contato com os prefeitos dos outros municípios e preparando a entidade para dar o suporte possível, caso haja desabrigados e/ou desalojados em outras localidades.

Para receber e fazer a triagem das doações, a Cruz Vermelha Brasileira Filial MS estará aberta em horário excepcional, todos os dias da semana, entre o dia 04 e 12 de janeiro, das 09 às 20 horas. A sede da entidade fica naRua Barão de Melgaço, 58, em frente a Praça do Imigrante, no centro de Campo Grande. “Estamos buscando parceria com outras entidades para a recepção de doações. Nesta hora todos são convidados a ajudar. Igrejas, centros comunitários, empresas. A solidariedade tem que vir de todos os lados, afinal, são mais de 360 vidas que estão em situação vulnerável”, reitera Tácito.

SOS Porto Murtinho
No site da entidade em MS tem um link para quem quiser saber mais sobre os locais de doação ou mesmo fazer uma doação. O endereço éhttp://cruzvermelhams.org.br/04_doacoes/sos_porto_murtinho. Além disso, para quem não mora em Campo Grande ou prefere fazer uma doação em dinheiro, a CVBMS disponibilizou uma conta no Pag Seguro especialmente para esta ação. O endereço para doar pela internet éhttps://pag.ae/bcqlsX3. “Tudo que for doado, tanto em dinheiro quanto em materiais, será devidamente contabilizado e divulgado em tempo real em nosso site e redes sociais”, frisa o presidente da entidade.

Quem quiser doar material, segue a lista de materiais sugeridos pela CVBMS:
Material de Higiene Pessoal: Papel Higiênico, Escova e Pasta de Dentes, Sabonete, Shampoo, Pente, Barbeador, Absorvente Higiênico;
Comida: Água Mineral, Leite em Pó, Alimentos Não Perecíveis (arroz, feijão, café, fubá, óleo, enlatados e cereais de milho);
Material de Limpeza e Higiene Coletiva: Vassoura, Rodo, Balde, Pá, Pano de Chão, Água Sanitária, Desinfetante, Detergente, Sabão em Pó, Esponja, Palha de Aço e Sacos de Lixo (100 Litros)

Seja um Voluntário CVBMS
A Cruz Vermelha é a maior entidade de ajuda humanitária do mundo e tem por base a atuação voluntária, atuando por meio de doações. “Não temos uma fonte de receita fixa como outras entidades e tudo o que é arrecadado é destinado para nossos projetos de ajuda humanitária no Brasil e no Mundo. A base da CVB é o voluntariado. Hoje contamos com pouco mais de 80 pessoas em MS, mas é pouco para todo o trabalho que temos em vista”, afirma Tácito Nogueira.

Para se candidatar a voluntário da entidade basta acessar o link (http://cruzvermelhams.org.br/03_seja_voluntario) ler os pré-requisitos e preencher a ficha de cadastro. Há um processo de seleção.

O presidente da entidade reafirma o convite: “Seja um voluntário da CVBMS. Garanto que é gratificante do ponto de vista pessoal. Quem doa um pouquinho do que tem, nem que seja um pouquinho de tempo, se sente muito bem consigo mesmo”.