Conselho de Ética arquiva representação contra Aécio

A ação havia sido impetrada no colegiado pelo PT

O presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), arquivou nesta terça-feira (24) uma representação do PT contra Aécio Neves (PSDB-MG) que poderia levar à cassação do tucano.

A decisão foi tomada após um parecer da Advocacia-Geral da Casa dizer que não havia “fatos novos” que justificassem um segundo processo contra Aécio. Em julho passado, o colegiado havia rejeitado uma representação contra o senador, mas apresentada pela Rede e pelo Psol.

O PT ainda pode recorrer da decisão, desde que o pedido seja assinado por pelo menos cinco membros do Conselho de Ética. O arquivamento representa mais uma vitória para o tucano, que recentemente reassumiu seu mandato após o Senado anular o afastamento imposto pelo Supremo Tribunal Federal.

Aécio foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, dono da JBS, e acabou denunciado por corrupção passiva. No entanto, ele alega que o dinheiro seria um empréstimo para pagar advogados e que não cometeu nenhuma ilegalidade.

Da AnsaFlash