Frente a uma situação de estresse, é possível aprender formas de lidar com os problemas. (FONTE: Herning Folkeblad)

O estresse é um problema recorrente na vida de grande parte da população mundial. Segundo uma pesquisa online feita em 2017 pelo Instituto de Psicologia e Controle do Stress (IPCS) com 2.195 brasileiros, 34% dos entrevistados afirmaram ter um nível de estresse “excessivo”.

O estresse costuma a ser causado por situações de extrema pressão ou excesso de responsabilidades no dia a dia. Um concerto musical, uma entrevista de emprego ou uma apresentação na escola ou na faculdade, são situações que podem causar muito estresse se não soubermos lidar com a pressão.

Saber lidar com pressão é de extrema importância pois evitar o estresse é de ideal para a nossa saúde. Confira quatro dicas que podem ser úteis para lidar com o estresse.

#1 – Aprenda a ser grato pelas coisas

Quando você está sob pressão, o hormônio cortisol é liberado e funciona como uma espécie de lubrificante para o sistema nervoso. O problema surge quando o estresse constante a longo prazo produz muito cortisol e isso, por sua vez, pode criar uma situação de estímulo crônico que desregula a homeostase corporal.

Uma ótima maneira de reduzir o cortisol é praticar regularmente a gratidão. Pesquisadores da Universidade da Califórnia em Davis, liderados por Robert Emmons, descobriram que essa prática era muito eficaz na redução de cortisol em até 23%. Além da redução do hormônio, havia outros benefícios adicionais, pois as pessoas melhoraram o humor e se sentiam melhor física e mentalmente. Então agradeça pelo o que você tem e tente procurar sempre o lado positivo das coisas.

#2 – Aprenda a recategorizar suas emoções

Imagine uma situação de estresse em que um indivíduo se sente inapto a realizar suas funções devido ao medo ou à ansiedade. Esse é um cenário comum de apostadores que colocam em jogo todas as suas posses em jogos de cassino, roleta, loterias etc. A angústia por trás da espera pelo resultado é incapacitante, mas nem sempre precisa ser assim, é o que algumas pesquisas mostraram.

Para Esther Sternberg, pesquisadora do The NIMH, há diversas pesquisas sobre a interação mente-corpo que mostram novas formas de lidar com situações de estresse. Uma de suas recomendações é que quando, sob pressão, o indivíduo transforme as emoções de ‘medo ou fuga’. Por exemplo, o medo pode se tornar antecipação, enquanto a ansiedade pode se tornar cautela. Dessa forma você pode pegar aquele sentimento ruim e transforma-lo em algo bom e que lhe ajude na situação que você estiver enfrentando.

#3 – Aprenda a aumentar o seu tônus vagal

A ciência tem muito a dizer sobre formas de lidar com a pressão. O principal nervo envolvido nas vias calmantes do corpo é o nervo vago. A melhor maneira de estimular esse nervo para acalmar todo o sistema, para que nos sintamos seguros, é melhorar seu tônus. Você pode fazer isso das seguintes maneiras:

  • Praticar meditação ou mindfullness;
  • Gerar pensamentos positivos;
  • Fazer exercícios ou alguma atividade física de forma regular;
  • Aumentar o consumo de ômega, 3 comendo mais peixe e nozes.
A meditação é capaz de acalmar a mente. (FONTE: Google Imagens)

#4 – Aprenda a lidar com os sinais de pânico

Quando estamos em perigo ou enfrentamos uma situação realmente desafiadora, nossas mentes e corpos entram no modo de “luta ou fuga”. Essas reações não são apropriadas quando estamos prestes a fazer uma apresentação de trabalho ou comparecer a uma entrevista de emprego! Porém, os sinais que o corpo mostra em situações de estresse podem ser facilmente controlados com uma técnica simples, porém poderosa: a respiração.

O segredo é inspirar profundamente para que o peito e o estômago fiquem cheios de ar. Se você estiver deitado, poderá sentir facilmente o estômago subindo, colocando as mãos sobre a área do umbigo. Depois expire lentamente. Ao fazer isso, concentre-se no movimento que você sente e repita um mantra como “inspirar” e “expirar”. Simplificando, agora você está canalizando o sistema nervoso autônomo para uma atividade muito mais produtiva, que será extremamente útil no combate à resposta ao pânico.

Orteco