O ICEC (Índice de Confiança do Empresário do Comércio), calculado pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) aponta que, pelo quarto mês consecutivo, a confiança do empresário de Campo Grande foi abalada, atingindo neste mês de julho o menor patamar do ano, 121,8 pontos.

“Como a economia não reagiu da forma que o mercado esperava, o comerciante está mais cauteloso e observando piora nas condições atuais”, avalia o presidente do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS (IPF-MS), Edison Araújo.
A inflexão do ICEC acompanha o que foi verificado em âmbito nacional, pela CNC, que avalia que destravar a economia depende da continuidade das medidas que ajudem a destravar a economia, como as reformas da Previdência e tributária.

Menos confiante da economia, os empresários acenam redução de investimentos. O indicador caiu 9,1% frente a junho e no que se refere a contratações, 1,3%.

Confira aqui a pesquisa na íntegra