Último exame do órgão foi organizado há 16 anos; prova é aguardada desde anúncio do governo, em 2014

Um dos concursos mais esperados de 2018 deve ter o edital publicado entre maio e junho, de acordo com consultorias especializadas no setor. A seleção para trabalhar na Secretaria do Estado da Fazenda do Distrito Federal (SEFAZ-DF) já passou da fase de elaboração do Termo de Referência e agora espera pela assinatura do contrato com a empresa que irá organizar, planejar e aplicar as provas.

A assessoria da imprensa da pasta afirmou ao AgoraMS que nos próximos dois meses o governo do Distrito Federal irá sacramentar o acordo com a empresa escolhida para o processo. Os cargos, no entanto, já são conhecidos: 40 vagas imediatas para Auditor Fiscal da Receita do DF, e mais 80 aprovados para um cadastro de reserva – totalizando 120 pessoas. A remuneração inicial é de R$ 14.970 em regime estatutário.

A expectativa pelo concurso do SEFAZ-DF tem dois motivos: o primeiro é que a última prova para o órgão aconteceu em 2001, quando a Fundação Carlos Chagas (FCC) organizou o concurso para 200 vagas de Fiscal da Receita do DF. Apesar da distância temporal, o exame de 16 anos atrás é a única referência para quem está estudando hoje.

“Português, matemática, contabilidade comercial, contabilidade pública, noções de direito constitucional, noções de direito administrativo, noções de direito comercial, noções de direito penal e noções de informática são elementos que temos certeza que vão cair”, explica o professor Claudio Zorzo, da Gran Cursos Online.

O segundo é que a prova é esperada pelos concurseiros desde 2014, quando o governador à época, Agnelo Queiroz, autorizou a contratação de 100 vagas imediatas e para um cadastro de reserva do órgão.