Home Política “Comissão de Saúde não aceita paralisação de atendimento no HU por falta...

“Comissão de Saúde não aceita paralisação de atendimento no HU por falta de repasse”, diz Pepa

Pepa alega ser inaceitável a situação e pede providências para que os serviços prestados pelo hospital retornem – Foto: Eder Gonçalves

A Comissão de Higiene e Saúde da Câmara de Dourados, presidida pelo vereador Pedro Pepa (DEM), se demonstrou preocupada com nota divulgada pelo Hospital Universitário, comunicando a paralisação de internação adulto e cirurgias eletivas. Ele alega ser inaceitável a situação e pede providências para que os serviços prestados pelo hospital retornem.

“Vamos pedir providência para que as medidas sejam estabelecidas o mais rápido possível. É inaceitável que o município do porte de Dourados que tenha uma demanda reprimida dessa especialidade durante esses primeiros cinco meses de gestão. E ainda não tenha conseguido apresentar alguma solução”, disse Pepa.

Segundo Pepa, essa não é a primeira vez que a instituição paralisa os atendimentos e que o problema seria a falta de repasse de verbas tanto do Governo Federal quando do município. Ele lembrou ainda que atualmente os repasses feitos pela administração municipal seriam através de TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), quando deveria a administração ter uma solução definitiva.

“A falta de entendimento do legislativo, por influência de gestão não pode deixar que os atendimentos parassem. Já houve mutirão e Caravana da Saúde para atender a grande demanda que o município tem em relação aos atendimentos da população que não merece pagar o preço pela indecisão política e administrativa”, pontuou.

Preocupado com a paralisação, Pepa entrou em contato com o secretário municipal de Saúde, Renato Vidgal pedindo um posicionamento sobre o caso. “Ele disse que na segunda-feira (12), às 14h terá uma agenda no Ministério Público Federal e já me coloquei a disposição para participar. Vamos pedir o retorno do atendimento e não abrimos mão disso”, enfatizou Pepa.

A comissão é composta ainda pelo também vereadores Junior Rodrigues (PR) como vice-presidente e Juarez de Oliveira (PMDB).

Sair da versão mobile