Com transmissão ao vivo pela radioweb, sessões itinerantes em Dourados julgam 71 processos

Mais de 600 pessoas participaram das sessões itinerantes do Tribunal Pleno e das duas Turmas do TRT/MS em Dourados – Foto: Assessoria

As três sessões itinerantes realizadas pela Justiça do Trabalho de Mato Grosso do Sul no município de Dourados vão julgar 71 processos, a maioria da região da Grande Dourados. Os julgamentos estão sendo transmitidos, ao vivo, pela radioweb do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, que passou a transmitir as sessões de julgamento em março deste ano.

Mais de 600 pessoas participaram das sessões itinerantes do Tribunal Pleno e das duas Turmas do TRT/MS, em Dourados. No início das atividades, os Presidentes da Primeira e Segunda Turmas do Tribunal, Desembargadores André Luís Moraes de Oliveira e Amaury Rodrigues Pinto Junior, explicaram aos acadêmicos como funciona uma sessão de julgamento.

A advogada Ady de Oliveira Moraes, que atua em Dourados há 19 anos, aproveitou a oportunidade para defender seu cliente em um processo que analisa se o trabalhador desenvolveu uma doença ocupacional. “Eu acho importante porque facilita para os advogados que têm dificuldades de se deslocar até Campo Grande, proporcionando um aprendizado muito grande. Muitas vezes nós não fazemos sustentações orais devido à distância e aos compromissos profissionais que temos no escritório”, afirmou.

Já a advogada Gabrielle de Oliveira Lima veio de Goiânia-GO para sustentar a defesa de uma indústria de alimentos. “Hoje nós viemos prestigiar a defesa da recorrente e trazer a realidade de Dourados para os desembargadores que ficam em Campo Grande sobre o deslocamento dos trabalhadores e as horas pagas por esse percurso até o local de trabalho.”

A acadêmica do 5º semestre de Direito da UNIGRAN, Maria Carolina dos Santos, participa de uma sessão de julgamento do TRT/MS pela segunda vez. No ano passado, a estudante viajou até a Capital para aprender um pouco mais sobre o funcionamento da Justiça do Trabalho. “É mais legal assistir a sessão aqui na universidade. É uma visão diferente da que temos na sala de aula. Na teoria, quando o professor explica, nós não temos ideia realmente do que acontece na sessão”, disse Maria Carolina.

Participam das sessões itinerantes da Justiça do Trabalho os desembargadores João de Deus Gomes de Souza, Nicanor de Araújo Lima, André Luís Moraes de Oliveira, Amaury Rodrigues Pinto Junior, Marcio Vasques Thibau de Almeida, Francisco das Chagas Lima Filho e Nery Sá e Silva de Azambuja, além da diretora do Foro Trabalhista de Dourados, a Juíza Izabella de Castro Ramos.

Acidentes de trabalho

Encerrando as atividades, às 19h, o Desembargador Francisco vai mediar um debate sobre acidentes e doenças do trabalho com a participação dos professores Jeferson Baqueti e Fernando Machado. Após as discussões, haverá o lançamento do livro “Os Direitos Fundamentais e a Boa-Fé como Limites do Poder Diretivo Empresarial”, de autoria do des. Francisco. O evento é aberto a acadêmicos, advogados e demais interessados no assunto. Haverá emissão de certificado aos participantes. Todas as atividades acontecem no Anfiteatro do Bloco 10 da UNIGRAN, que fica na Rua Balbina de Matos, 2121, no Jardim Universitário.