Com recursos do Fadefe, Rio Negro vai ganhar seu primeiro frigorífico

Secretário Jaime Verruck reunido com o prefeito de Rio Negro e representantes do frigorífico – Foto: Assessoria/Semagro

Expectativa é de que sejam gerados 100 empregos, diretos e indiretos

O município de Rio Negro está perto de ganhar sua primeira indústria, um frigorífico bovino, e a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) está auxiliando na aquisição da área para instalação com recursos do Fadefe (Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Econômico e de Equilíbrio Fiscal do Estado).

O prefeito Cleidimar da Silva Camargo, conhecido como Buda do Lair, se reuniu na quinta-feira (16) com o secretário Jaime Verruck e o empresário Aguinaldo Flávio de Macedo, proprietário do frigorífico de suínos Flor da Serra em Campo Grande e com pretensão de expandir para Rio Negro.

“O Governo do Estado tem nos ajudado muito, trazendo muitos benefícios para Rio Negro e sempre deixando a porta aberta. Além do frigorífico bovino já tivemos conversas com a Semagro sobre a implantação de uma unidade produtora de leitão para gerar novos empregos e renda para a população”, afirma o prefeito.

A previsão é de que o frigorífico tenha capacidade para abater 100 cabeças por dia e gerar 100 empregos diretos e indiretos, com investimentos de R$ 2,5 milhões. Quantia significativa para a cidade que abriga cerca de 5 mil habitantes.

“O prefeito fez a captação do investimento e nos pediu auxílio para aquisição da área. O apoio já foi autorizado pelo governador Reinaldo Azambuja, por acreditar na importância desses empregos no município. Além disso, o empreendimento será enquadrado na política de incentivo fiscal com benefícios”, afirma o secretário Jaime Verruck.

O Fadefe tem por finalidade o apoio a iniciativas que promovam a geração de emprego e renda e melhorem as condições de vida das pessoas. É o retorno do que é pago em fomento à economia estadual.