A UBS do novo bairro deve iniciar o atendimento no mês de abril e é fruto do empenho determinado pela prefeita Délia Razuk

Concursados tomaram posse no auditório do Centro Administrativo Municipal na manhã desta quarta-feira – Foto: A. Frota

Mais de 20 concursados tomaram posse na manhã desta quarta-feira (13) no auditório do Centro de Administração Municipal e comporão o material humano para a ativação da Unidade Básica de Saúde existente no Residencial Ildefonso Pedroso.

O decreto para nomeação foi publicado no Diário Oficial do dia 19 de dezembro, mas conforme disposto no artigo 29 da Lei Complementar nº 107, de 27 de dezembro de 2006, ficou prorrogado por 25 dias, sendo a posse dos servidores nomeados marcada para a data de 13 de fevereiro de 2019, dada a necessidade de variados exames médicos indispensáveis para posse.

Foram empossados agentes comunitários de saúde, assistentes de serviços administrativos, dentistas, enfermeiros, vigias, farmacêutico, atendente de farmácia e auxiliar de saúde bucal. Estes profissionais comporão pelo menos três equipes de Estratégia de Saúde da Família, que atenderão a região.

A UBS do Ildefonso deve iniciar o atendimento no mês de abril e é fruto do empenho determinado pela prefeita Délia Razuk, para que mais uma estrutura pública seja dotada de implementos e pessoal para atender aos douradenses. “No Ildefonso a Prefeitura encaminhou a entrega das casas, ativou o Ceim e agora o posto de saúde. Não é só construir, precisamos estruturar, colocar em funcionamento, traduzir em melhoria para a população”, disse a prefeita. Conforme informação da Secretaria de Saúde, pelo menos 10 mil usuários terão acesso a mais uma estrutura para atendimento em saúde.

Para que a unidade esteja apta para o atendimento, uma parceria com o Ministério Público permitiu a viabilização de alguns equipamentos e mobília e a posse dos concursados completa mais uma etapa. “O próximo passo é cadastrar os profissionais no sistema nacional, de modo que as equipes ‘passem a existir’ para a União, em seus registros. Depois as ESF realizam os cadastros dos moradores e então o posto passa a atender”, explicou o secretário Vagner da Silva Costa.

Ainda no ato, organizado pela Secretaria de Administração, uma assistente social foi empossada para trabalhar em unidade CAPS-AD.