Dourados já recebeu parte das doses de vacina contra a influenza, da campanha de 2019 – Foto: A. Frota

Na próxima segunda-feira, 15 de abril, a Prefeitura de Dourados, por meio da Secretaria de Saúde, dará início à campanha de vacinação contra a influenza. A ação abrangerá primeiramente grupos prioritários de crianças com idade entre seis meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes. As doses serão disponibilizadas nas Unidades Básicas de Saúde e a meta do município é atingir 80 mil pessoas entre todos os grupos prioritários.

De acordo com o Núcleo de Imunização de Dourados, Departamento de Vigilância em Saúde, a orientação do Ministério da Saúde para a região Centro-Oeste é o início da campanha no dia 15 (exceto Campo Grande). Em Dourados, a primeira etapa (gestantes e crianças) seguirá até o dia 19 de abril.

A partir do dia 22 de abril, todos os demais grupos prioritários receberão as doses contra a Influenza. Fazem parte destes grupos as puérperas, trabalhadores em saúde, professores, população indígena com idade a partir de 6 meses, idosos com idade a partir de 60 anos, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que estejam sob medida socioeducativa, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, além de pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis.

De acordo com o gerente do Núcleo de Imunização, Edvan Marcelo Morais Marques, Dourados já recebeu parte das doses da vacina e estas começam a ser distribuídas nos postos de saúde a partir desta quarta-feira (10).

Ele cita que o Ministério da Saúde propõe que as cidades alcancem 90% do público de todos os grupos prioritários e essa designação será buscada em Dourados.

O dia “D”, previsto para o dia 04 de maio, será uma ação importante na busca de se atingir a meta de público. A programação para a data em Dourados está sendo definida pela Secretaria de Saúde.

Para receber a vacina, as pessoas inclusas nos grupos prioritários devem procurar os postos de saúde da sua região, com documento de identificação, atestado para os portadores de doenças crônicas, e cartão de vacinação para gestantes ou crianças.

O Núcleo destaca que as vacinas trivalentes a serem utilizadas no Brasil, contêm três tipos de cepas de vírus e imunizam contra H1N1, H2N3 e Influenza B.