Com melhorias no aeroporto, Bebeto quer incentivar vinda de empresas

Bebeto sugere campanha publicitária para incentivar vinda de novas empresas - Foto: Thiago Morais
Bebeto sugere campanha publicitária para incentivar vinda de novas empresas – Foto: Thiago Morais

Com as recentes melhorias no sistema operacional do Aeroporto de Dourados “Francisco de Mattos Pereira”, o vereador Bebeto (PR) sugeriu à prefeita Délia Razuk (PR) a realização de uma campanha publicitária de incentivo a novos investimentos em Dourados e, consequentemente, a vinda de novas empresas na região. A proposta foi encaminhada em indicação à administração e ao secretário de planejamento, Tahan Sales Mustafa, durante sessão na Câmara Municipal.

Para o vereador Bebeto, o momento é oportuno para divulgar a estrutura operacional do aeroporto, incentivando assim o embarque e desembarque de passageiros dos 33 municípios que compõe a Grande Dourados, sem a necessidade de utilizar o aeroporto de Campo Grande, tornando-se regular o trafego aéreo local. “Conforme anunciado recentemente pela prefeitura, o aeroporto poderá em breve receber aeronaves de grande porte, proporcionando a logística necessária para novos investimentos no município”, ressaltou.

Segundo consta, as aeronaves com destino a Dourados poderão operar em condições meteorológicas restritas, incluindo o modelo ATR 72 da Azul, que tem sido visto constantemente fazendo manobras para pouso no aeroporto de Campo Grande, diante das dificuldades do clima em determinadas circunstâncias.

De acordo com o secretário municipal de Planejamento, será uma nova fase para Dourados. “Vamos continuar trabalhando dentro de um projeto que envolve recursos da ordem de R$ 40 milhões, para dotar o nosso aeroporto das condições para operar com aeronaves de grande porte, através da readequação do terminal de embarque e desembarque, da ampliação da pista e das mudanças necessárias para elevar nossa categoria a internacional, facilitando a ligação com os maiores centros e países que realizam negócios com a gente”, afirmou o secretário.