Home Economia Com mais reajuste na energia, Senai revela o que é mito e...

Com mais reajuste na energia, Senai revela o que é mito e verdade na hora de economizar

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) homologou nesta terça-feira (12/04) o reajuste anual da tarifa de energia elétrica da Energisa Mato Grosso do Sul. O aumento médio foi de 18,16%, sendo de 17,93 % para os consumidores atendidos em baixa tensão, incluindo os consumidores residenciais, 25,0% para o rural e de 18,81% para os atendidos em média tensão (indústria e comércio).

Para que a medida não pese tanto no bolso do consumidor, consultor de energia elétrica do IST (Instituto Senai de Tecnologia) em Eficiência Operacional – Senai Empresa listou alguns hábitos que podem ser adotados para evitar o gasto excessivo e desnecessário que aumentam a conta de luz e revelou o que é mito e o que é verdade sobre consumo diário de energia.

Confira:

1- Na hora de passar a roupa, o que é recomendado: acumular peças de roupa e passar de uma vez só ou passar as peças apenas quando for usar?

Acumular peças e passar de uma vez só, evitando com isto o liga-desliga do ferro de passar, que leva um tempo para atingir a temperatura adequada para passar a roupa, desperdiçando a energia nesse intervalo de aquecimento.

2- E com a máquina de lavar? O ideal é bater o máximo de roupas possível de uma só vez ou lavar por partes?

A exemplo do ferro de passar, o ideal é que acumule roupas para lavar de uma só vez, respeitando o peso recomendado pelo fabricante para colocar na máquina a cada carga de roupas na máquina.

3 – No caso do ar condicionado, qual é a melhor forma de utilizá-lo?

O ideal é vedar todas as frestas que possam permitir a troca de calor (portas, janelas, etc) e ligar o aparelho numa temperatura entre 21 e 22° C. Baixar a temperatura para valor inferior a esses recomendáveis só faz aumentar o consumo de energia elétrica sem a contrapartida esperada de conforto térmico.

4 – Tirar os aparelhos da tomada, quando não utilizados, economiza energia? Como funciona com os aparelhos que ficam em modo stand-by?

Toda e qualquer ação para reduzir o consumo de energia elétrica é sempre recomendado, inclusive desligar os aparelhos que ficam em modo stand-by, mas o foco das ações deve priorizar os aparelhos eletrodomésticos com alto consumo de energia elétrica, como: chuveiro elétrico, aparelhos de ar condicionado, refrigeradores, fornos elétricos, etc.

5 – Deixar o carregador do celular na tomada sem o aparelho consome muita energia?

É inexpressivo o consumo de energia elétrica quando se deixa o carregador ligado na tomada sem conectar o aparelho para carregar a bateria.

6 – Usar eletrodomésticos novos economiza mais energia do que utilizar os antigos?

Sim, é muito menor o consumo de energia elétrica dos novos aparelhos quando comparados com os antigos, já que os novos vêm com modernas tecnologias embarcadas.

7 – Garrafa PET cheia de água em cima de medidor de luz economiza energia?

Não existe a menor relação entre redução do consumo de energia elétrica e garrafa PET de água em cima do medidor. Esse mito está associado ao fato de que os leituristas dos medidores de energia elétrica caminham muito, diariamente, a exemplo dos agentes dos Correios.

Como caminham muito, a maior parte sob sol ardente, é natural que o corpo pede reposição de água, e os leituristas costumavam a falar para as donas de casa: “Deixe uma garrafa d’água sobre o medidor para reduzir o consumo de energia elétrica”, e essa brincadeira se proliferou de boca em boca tornando-se verdadeira para muitas pessoas até os dias de hoje, apesar da socialização da informação pelos meios de comunicação.

8 – Utilizar energia fotovoltaica é mais econômico do que depender da energia hidrelétrica?

Apesar do valor do investimento em energia solar ainda ser elemento restritivo para a maioria da população, sua instalação se apresenta como alternativa mais rápida como medida de proteção contra os reajustes abusivos da tarifa de energia elétrica.

A partir da alocação do recurso para realizar o investimento e da tomada de decisão pelo interessado, no prazo máximo de 60 dias uma usina solar de pequeno porte pode estar instalada no telhado do consumidor para produzir sua própria energia elétrica, livrando-se, em definitivo, das intempestividades dos aumentos da conta de luz.

O Senai disponibiliza por meio do http://www.simuladorsenai.com.br/ um simulador de energia fotovoltaica para que os interessados possam se informar sobre os custos e vantagens do investimento. Por meio de um questionário simples é possível identificar a potência do sistema fotovoltaico que deve ser instalado, bem como a produção mensal, a quantidade de placas e qual o valor de investimento.

Serviço – Mais informações sobre energia fotovoltaica pelos telefones (67) 3311-8512 / 8530 / 8519 / 8545. A sede do SENAI Empresa fica na rua Pimenta Bueno, 260, bairro Amambaí, em Campo Grande (MS).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Definição de Cookie

Abaixo você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FuncionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalíticoNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de otimizar a usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AnúnciosNosso site pode utilizar cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OutrosAlgum conteúdo publicado em nosso site pode incluir cookies de terceiros e de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.