A exposição de quadros com imagens de materiais nanométricas revela a beleza das formas de um universo invisível a olho nu e estimula a curiosidade científica. As imagens são ampliadas e colorizadas em computador com os propósitos despertar o desejo dos jovens a se tornarem cientistas de mergulhar nesta área ainda pouco explorada.

A Nano Arte é uma expressão artística recente, surgida com a nanotecnologia, integrando ciência e arte. As imagens de materiais nanométricos captadas dos materiais pesquisados são ampliadas e colorizadas em computador com os propósitos revelar a beleza das formas de um universo invisível a olho nu e de popularizar e estimular a curiosidade científica. A missão dos pesquisadores é realizar a difusão do conhecimento, enxergando na Nanoarte uma forma de divulgar a ciência de forma lúdica.

A exposição foi criada pelos pesquisadores do CDMF Rorivaldo Camargo, Daniela Caceta e Ricardo Tranquilin   na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), sob a coordenação do professor Elson Longo.

As imagens da exposição são de materiais cerâmicos, metais e polímeros que foram sintetizados no laboratório pelos alunos de graduação e pós-graduação do CDMF.

A Nanoarte já esteve em diversas cidades do Brasil e do mundo, como São Carlos (SP), Franca (SP), Natal (RN), Tatuí (SP), Nova Iorque (EUA), San Sebastian (Espanha), Castellón (Espanha), Romênia e Tel Aviv (Israel).

As imagens já receberam mais de oito prêmios internacionais pela qualidade artísticas do trabalho.

Serviço:

A exposição arte cientifica do “Nano Arte” será realizada nos dias 27, 28, 29 e 30 de março de 2019 entre 13h as 21h na UFGD (Auditório unidade II) e no Shopping Avenida de Dourados.

A entrada é gratuita, para público de qualquer idade.