O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte – Divulgação/Palmeiras

O coronavírus não traz apenas medo e insegurança na população de todo o mundo. A incerteza é um dos sentimentos mais fortes em diversos setores, inclusive no futebol. Ainda não há definição de quando o calendário será retomado e não há conhecimento do impacto da covid-19 na saúde financeiras dos clubes.

Em entrevista ao jornalista Flávio Prado, o presidente do Palmeiras Maurício Galiotte diz acreditar que os clubes enfrentarão um momento delicado em termos financeiros, necessitando de ajuda para se sustentarem.

“Nós estamos diante de um momento atípico, de uma crise no setor da saúde que impactará todo mundo. A indústria, o comércio, o mercado financeiro, o esporte… O futebol também precisará de ajuda, os clubes passarão por muitas dificuldades, seja financeira, ou em relação ao calendário e contratos dos atletas”, afirmou o mandatário.

Perguntado sobre a perspectiva de retorno dos campeonatos, Galiotte deixou claro que não há como prever a evolução do combate ao coronavírus. No entanto, o presidente destaca que é fundamental estar preparado para diferentes cenários.

“Qualquer avaliação que a gente puder fazer nesse momento é precipitada, porque nós não temos elementos e informações suficientes para a gente poder traçar um plano em relação a um novo calendário e a um novo regulamento. Todos nós que militamos no futebol, presidentes dos clubes, federações, CBF, Fifa, a gente tem que estar unido para poder buscar alternativas, contando obviamente com a compreensão de todos e pensar em paralelo em alguns cenários. Daqui a dois meses, é uma situação se nós pudermos reiniciar, daqui a quatro meses é uma outra situação, seis, oito, enfim. Nós temos que ter esses cenários para enfrentar cada uma dessas situações”, disse Galiotte.

Ainda não há previsão para o retorno das competições das quais o Palmeiras participa. Até o momento, o Verdão é o segundo colocado do grupo B do Campeonato Paulista, com 19 pontos e está na liderança da chave B da Libertadores, com seis pontos conquistados.

Da Gazeta Esportiva

CÂMARA MUNICIPAL DE LAGUNA CARAPA