Inaugurada há três anos, Clínica da Mulher faz hoje, em média, 2500 atendimentos por mês – Foto: Arquivo/Assecom
Inaugurada há três anos, Clínica da Mulher faz hoje, em média, 2500 atendimentos por mês – Foto: Arquivo/Assecom

Inaugurada em abril de 2014, a Clínica da Mulher ‘Anamaria Carneiro’ de Dourados vem cumprindo um regime de atendimento que produz números expressivos para a Saúde preventiva do Município. Só no mês de junho, por exemplo, a Clínica fechou levantamento mensal com média de 2500 procedimentos.

Esses números são significativos, inclusive, porque mostram um volume de atendimento diário que reflete o cronograma estabelecido pela Secretaria de Saúde onde todos os horários são preenchidos com profissionais especializados nas diferentes patologias, sempre com o critério de agendamento via Sisreg, que elimina a burocracia e as filas constrangedoras.

A diretora da unidade, Keilla Gomes Borges, explica que a demanda poderia ser ainda maior, porque as ofertas por especialidades médicas sempre são oferecidas em número maior, citando o mês de maio, por exemplo, quando houve um esforço concentrado no mês da mulher e ofertadas 3000 vagas nas áreas de ginecologia/obstetrícia. “Atendemos em torno de 1500”, resumiu.

A Clínica da Mulher, como as demais unidades de saúde especializadas, funciona com o sistema de atendimento secundário. Os pacientes primeiramente precisam passar pela porta de entrada nas UBS (Unidades Básicas de Saúde), onde os casos são avaliados, depois um médico regulador avalia a necessidade do encaminhamento ao especialista e, por fim, é feito o agendamento no Sistema de Regulação.

Governo de MS - Nota Premiada